Avançar para o conteúdo principal

Maniacada em Vila Nova da Rainha

Hoje era dia de Maniacada...

Não esteve fácil a ida por vários motivos: treino puxadinho no sábado, jantar de aniversário à noite, mudança da hora e menos uma hora dormida; mas como meti na cabeça que tinha de ser, lá me arranquei da cama a custo para ir pedalar!

Cheguei a Vila Nova da Rainha a tempo de beber um cafézinho e dar dois dedos de conversa, o ar estava gélido e comecei a arrepender-me de estar de luvas sem dedos, de corsários, de manguitos ao invés de camisola de aquecimento... mas vai na volta e a coisa até aqueceu rápido ;)

Eramos eu, Lúcio, Vitinha, AJ, JMG, Cepo e Galvas; mais tarde haviamos de fazer alguns kms acompanhados por 2 bttistas que treinavam pela zona!

Começámos a rolar e cedo percebemos que havia uma maratona a decorrer por ali, fomos apanhando vários atletas em diversos trilhos que fomos fazendo e sempre em modo kamikaze, ou seja, se eles vinham a descer nós subiamos, se eles subiam então nós iamos a descer, só para chatear! :)

A coisa estava a correr bem, começámos logo com umas subiditas empinadinhas logo para abrir o pulmão, já que além de inclinadas tinham regos e outras coisas que tais e era preciso lutar um bocadinho para manter o equilíbrio, mas até correu bem.

Os kms foram passando e eu sentia-me bem, apesar de ir com algum receio de cansaço muscular, consegui ir acompanhando os meninos quase sempre excepto quando se meteram assim nuns singletracks a dar pró técnicos, aí não tive hipótese, aquilo não é mesmo para mim e para o meu jeitinho... lol

Tudo ok, até eu ter decido ver se o chão estava macio na zona das vinhas... entro numa curva a descer e deparo-me com umas canas no chão a tapar um buraco, e vou mesmo diretinha a elas (claro), a roda bloqueia nas canas e zás! um OTB com uma aterragem fantástica a rojar pelo chão... raspei-me toda no cotovelo e nas pernas, tive sorte que o colete poupou-me a barriguita que apesar de ter ficado a arder manteve-se intacta! Lá me levantei e pus-me a caminho porque o pessoal já lá ia há um bocado, mas uns metros à frente já vinha o Lúcio à minha procura.

E como estava a arder por todos os lados e o joelho esquerdo começou a fazer-se notar, decidi abandonar o barco (tb já tinhamos uns 30kms, mais coisa menos coisa) e enquanto o resto da malta seguiu para a zona do Monte Redondo, segui as indicações do AJ e rapidamente dei com o trilho de regresso ao carro (tive sorte de ter no GPS o track de Dezembro). Mesmo assim, vim sempre a abrir... para não arrefecer!

Em casa, betadine e gelo, e acho que devo estar pronta para outra porque dei por mim à tarde a inscrever-me e a pagar a ida ao SRP80!!! :P

O track em:
GPSies - Maniacada em VNRainha_Março

Comentários

Jaime Beato disse…
Ai, ai...
A donzela não sabe que isso de cair é para os homens...
E agora como é... as marcas, as arranhadelas... qq dia vão buscar o maridinho a casa por maus tratos !!!

Continua...
Jaime Beato
Alberto disse…
Olá Soraia,

Tu realmente es uma maquina!!!
No Domingo Eu fui dar uma volta em Nelas, e também arrependi-me de selecção da roupa, tive o mesmo problema que tu com as Luvas.

Onde posso ter detalhes do SRP80?

Bjs
ASG disse…
Jaime, já sabes como é que é... eu para cair não há pai :)

Alberto, faz-se o que se pode!!! Neste momento há que treinar... bastante!

Podes ver informação sobre o SRP80/160 em http://www.srp160.com/

Boas pedaladas,
Soraia

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…