Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2011

PedalaDelas no Reino dos Calcários

Quase um ano depois, volto a participar num PedalaDelas, o último a que tinha ido tinha sido na terra dos Fenómenos, ie, no Entroncamento, pela mão da Beta e da Manel.

Desta vez, o João Noiva e o Rui Mendes organizaram um percurso que começava nos Bombeiros de Mira de Aire e serpenteava os caminhos pedregosos da Serra de Aire. Eu, a Corina e a Cristina partimos com as "galinhas" de Lisboa rumo a Mira de Aire, mas o São Pedro não foi gracioso e presenteou-nos com um dia chuvoso, sendo que chuva e pedras não ligam muito bem, na minha humilde opinião (de empenada).

A chuva caía a cântaros quando chegámos ao destino, fomos buscar os dorsais mas sem qualquer vontade de alinhar na volta, depois de muito vai e não vai, eu e a Corina acabámos por alinhar e a Cristina optou por acompanhar a Beta para umas passeatas a pé de carro pela região. A altimetria inicialmente assustava quem não pedalava com regularidade há algum tempo... falava-se em 1500m para 40km... outch! A chuva que tei…

(Quase) Meia Maratona de Lisboa 2011

Este ano, tinha de novo marcado encontro com a Meia Maratona de Lisboa. Os treinos lá iam indo, apesar de não tão intensos como no ano passado, acreditava que havia tempo para ganhar forma suficiente.

Os acontecimentos do post anterior ditaram que os treinos acabassem por ser menos do que o esperado e que a companhia de corrida ficasse incapacitada para tal...

De qualquer forma, não quis deixar de aproveitar a hipótese de atravessar mais uma vez a ponte a correr!

Tinha em mente duas hipóteses, uma vez que há partida sabia que os 21kms estavam fora de questão, mas 15kms parecia-me um valor atingível:
a) Fazia o percurso da mini até à meta e depois voltava a correr até ao Cais do Sodré;
b) Fazia o percurso da meia, mas ficava-me pela primeira passagem em Belém.

Depois de ter pensado bem, achei que a solução b) era a mais apetecível, uma vez que assim sempre tinha a companhia dos atletas participantes e não me ia sentir totalmente sozinha, fui o melhor que fiz!

Comecei já a partida tinha…

Io non parlo italiano...

... mas devia, porque me tinha dado muito jeito!

Fomos skiar para Selva di Vale Gardena, nos Dolomites, uma zona lindíssima nos Alpes Italianos. Estavam programados 4 dias de ski - com 3 dias de aulas - e depois "fugiamos" ainda 2 dias para Veneza antes do regresso, uma vez que apenas tinhamos passado de fugida para almoçar.





Mas nem tudo correu de acordo com os planos...

No final do 2.º dia, o grande mestre do ski CC, resolve voar e abraçar um pinheiro dado o seu amor pela natureza, toca a conhecer o sistema nacional de saúde italiano com tudo o que tem direito: operação de urgência e internamento!

Eu não ganhei para o susto e ele não ganhou para a dor.... veio de lá com um metal nobre no cúbito e com muitas horas de fisioterapia marcadas para a recuperação total!

No entanto, antes do regresso, ainda deu para aproveitar as fabulosas vistas...












A voltar, quem sabe no Verão, com a companhia da bike :)