Avançar para o conteúdo principal

Páscoa na Cabreira

Sexta-feira rumei ao Norte mais um grupo de amigos...
O destino: Serra da Cabreira
O objectivo: Andar e pedalar na Serra

Ficámos alojados numa casa fantástica património da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, que conseguiu albergar 9 caramelos e 9 bicicletas!


Na primeira tarde, após descarregarmos os carros, fomos conhecer a zona, e nada melhor que um bocadinho de aventura... Fomos fazer um belo de um geocaching, e nada melhor para começar que o "Cabeceiras à Vista"! Após um trilho sempre a subir cheio de picos, chegámos ao topo das antenas com uma vista fantástica de Cabeceiras de Basto, procurámos a cache durante mais de uma hora e com a temperatura a diminuir e o sol a pôr-se, decidimos desistir... Acho que a cache já não estava lá!!! :-)



Sábado amanheceu frio e chuvoso, só por volta do meio-dia ganhámos coragem para sair de casa e tentar ir cumprir o nosso objectivo: pedalar na Serra da Cabreira! Felizmente, o trilho começava em Agra, uma aldeira turística toda em granito e subia serra acima em direcção ao Talefe. Esperáva-nos 7km de subida em estradões e os restantes km (quase 30km) seriam bem mais calminhos... Arrancámos com sol com intenção se fazermos um piquenique algures no final da subida. No entanto as dificuldades técnicas começaram cedo, mas mesmo assim, cumprimos 3,5km de subida até que encontrámos um local para piquenicar, uma vez que o vento soprava forte e as nuvens tinham tapado o sol! Já no final do piquenique, apercebemo-nos que o tempo estava a mudar de repente e em 2 minutos desabou uma tempestade de granizo... arrumámos tudo a correr e voltámos a descer tudo o que tinhamos subido! Mas o frio era mais que muito e eu tinha decidido levar luvas sem dedos, já me imaginava o João Garcia!!!
À medida que a altitude ia descendo, o frio foi acalmando e quando chegámos aos carros pensámos de novo em subir, mas.... nãããã!!!


Fomos aquecer para a lareira....

Domingo, já amanheceu solarengo, embora o vento e o frio se fizessem sentir.... Tinhamos apenas a manhã para aproveitar! Eu decidi pegar na bike e ir ver as vistas um pouco mais acima da casa onde tinhamos ficado... Valeu a pena, apesar de mesmo com o esforço da subida ter ficado gelada...



Juntámo-nos ao pessoal e fomos tomar o pequeno-almoço e depois seguimos caminho em direcção a mais uma cache.... Desta é que iamos encontrar... ou não!
Cavez era a próxima cache...


E mais uma vez procurámos, procurámos e nada! Mas, ainda havia tempo para mais uma...

Próxima: Bem no nariz do mundo
Subida potente, por meio de calhaus e vegetação queimada por um fogo, até ao cimo de um monte onde havia uma santinha... supostamente a cache estava nas costas da mesma!!! E perguntam vocês, acharam a cache??? Nope!!!! Again.... :-) Geocaching é muita fixe... Nós achamos que é mito urbano... ;-)


Voltámos a casa de forma a acabar de arrumar o que faltava e fizémo-nos à estrada de volta a Lisboa!

Ficou a vontade de voltar....:-D

Comentários

Miguel disse…
Pelo menos cumpriram 50% dos objectivos: "Andar [...] na Serra".

Nós fizemos mais de 120 km! Em dois dias, claro. E com um de intervalo. A volta do Sobralinho é muito fixe. Vê as fotos. Tem umas vistas espectaculares sobre a lezíria. A volta do Domingo foi rolante com alguns singles de Monsanto o que sabe sempre bem. Estava um vento como nunca vi.
asg disse…
Nem me digas nada... tanta serra e tantos trilhos... e eu não pude aproveitar! :-(

Nem me fales do vento!!! Mas estou a gostar de ver, andam a pedalar feitos "Maníacos" ;-)
Pacha disse…
Não... não é um mito urbano! :)

Mensagens populares deste blogue

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…