Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Picos da Europa: a saga dos empenos ou crash course em montanha

"Estive a fazer contas, e devo ter estado cá há uns 24 ou 25 anos" digo eu, numa subida do demo, agarrada aos calhaus, já no 3.º dia de árduas caminhadas nos Picos da Europa. Devia ter uns 18 anos quando, ainda caminheira, fizemos uma viagem aos Picos da Europa nos escuteiros, recordo-me de algumas coisas: de ter de comprar umas botas novas porque as que levei "faleceram" nos Lagos de Covadonga, de comer leite condensado de bisnaga, da sidra, da Ruta del Cares e termos trocado as chaves das carrinhas com o outro grupo a meio do caminho e, no final, da frustração de não termos subido no teleférico de Fuente Dé porque o nevoeiro era mais do que muito e a visibilidade era nula. Desta experiência ficou sempre a vontade de voltar...este foi o ano! Com as várias provas canceladas, e as férias alteradas por essa via, tínhamos uma semana em Setembro para usufruir da montanha, durante bastante tempo andámos hesitantes entre Gredos e Picos, mas a ida aos Picos acabou por toma
Mensagens recentes

2020 | Balanço do 1.º semestre

Já toda a gente sabe que os planos são para seguir, certo? Certo! Mas depois acontece uma coisa chamada pandemia devido ao COVID19 e afinal os planos não se podem seguir... Apesar de não estar na minha melhor forma, tinha o 1.º semestre recheado de desafios, 2 deles ainda os concluí - os Abutres e o Utra Sicó - os restantes é que nem vê-los: Ultra Marão, MIUT 60 e Val D'Aran 60... pior, a clausura forçada limitou-me, tive de parar mesmo, se no princípio ainda tentei treinar em casa, com o tempo comecei a ser esmagada - por várias razões e mais algumas - e abdiquei de treinar... ... mas abdicar de treinar trás, para além da evidente diminuição da capacidade física/atlética, a diminuição da mobilidade e, no meu caso específico, dores e problemas articulares. Vi-me toda inquinada, como se fora uma daquelas velhinhas cheias de artrites! Dói aqui e dói ali... Fiquei mesmo em mau estado, que o digam os dedos e braços do "meu" fisioterapeuta habitual, que me chamou assim alguns

Ultra Trail de Sicó

Pelo 3.º ano consecutivo volto ao Sicó, mas pela primeira vez para cumprir a distância ultra, que tinha ficado na minha to do list do ano passado. A subir das Buracas do Casmilo, já com uns 43kms e ainda sorria ;-) by fotojotape Passei os dias anteriores num vai não vai, não me sentia espectacular, toda presa, no entanto, na véspera, como por milagre, senti-me melhor e achei que alinhava na partida e depois logo se via, se tivesse que desistir, desistia. Fomos os 3 estarolas, eu, o João e a Rute. Fomos sexta a Condeixa levantar dorsais e dar força ao pessoal que ia partir para a prova de ultra Endurance. O João ia passar um frontal ao Luis que ia pela primeira tentar cumprir a distância. Chegámos tarde a Coimbra onde pernoitámos. Acordámos bem cedinho, em abono da verdade, foi uma noite a correr, tínhamos de apanhar o autocarro para Santiago da Guarda às 7h30 em Condeixa... Por isso, achei que a prova devia ter começado pelo menos 1h mais cedo, teria sido bem melhor começa

Ultra Trilhos dos Abutres 🦅

Finalmente chegou a primeira prova da época. A minha primeira Ultra como deve ser, com a distância, o acumulado e a dureza que a caracterizam. Há anos que tinha curiosidade em ir aos Abutres, mas nunca me senti preparada para tal. Na altura em que as inscrições abriram sabia que tinha estaleca para ir, tanto que me inscrevi, apesar da lesão que tinha na altura. Tinha a certeza que ia ficar boa rapidamente. Saiu o resultado do sorteio e fui uma das sortudas, lá me inscrevi, mesmo sem na altura estar em condições de treinar... na verdade, acabei por regressar tarde aos treinos e sempre receosa se estaria à altura do desafio, mas não ia mandar a toalha ao chão sem experimentar, e se tive a sorte do meu lado no sorteio, vamos lá! Haja alegria antes do empeno! Com os boys antes da partida :-) Comecei muito cautelosa, da retaguarda, a controlar a velocidade e a descer com bastante calma, os kms iam passando e consegui sempre desfrutar da viagem. Na maioria do tempo fui sozin