Avançar para o conteúdo principal

Primeira volta de "fininha" mais à séria

Hoje, eu e o CC fomos pedalar juntos - depois de eu o convencer que não lhe fazia mal fazer um treino mais calminho :P - e a Piruças foi ser estragada com mimos pelos avós e pela tia :-)

E como eu sou um bocado masoquista, a minha proposta foi «e se fossemos até Montachique?», e para o CC tudo bem! Lá descemos pela Ameixoeira para evitar a Cc do Carriche, metemo-nos para dentro por Olival Basto, passamos o IKEA, Loures e toca a subir até ao Cabeço de Montachique. Eu fiz a subida toda sozinha, ao meu ritmo, sem paragens, já que o CC tinha umas séries para fazer, por isso andou a subir e a descer, mas só se cruzou uma vez comigo, pelo que me parece que a minha subida não correu assim tão mal ;-)

Chegada ao cruzamento, páro! Subir até ao miradouro? Descer até ao Parque? Ir em frente? Ligo ao CC. Afinal ele vinha 2' atrás de mim. Optámos por descer pelo Parque, e que descida - já conhecia a subir de uma volta de BTT - mas a descer, em estrada, faz doer as mãos :-P

E desce, desce, desce... no final paramos, como a bananita, tiramos uma foto para recuerdo e a dúvida: Bucelas ou Malveira? O CC decidiu... Bucelas é para fraquinhos :-P Seguimos!

Voltamos para Lousa ao passar pela A8, toca a descer por ali abaixo... sempre a rolar! Em Ponte de Lousa ia levando com um carro que decidiu sair de uma rua estreita sem olhar, mas foi só o susto. Nota: A estrada na zona de Loures é péssima, mas mesmo péssima...

Chegamos novamente a Loures. Em vez de virar para o IKEA, seguimos pela Póvoa de Sto Adrião, Odivelas, Sr. Roubado e estávamos de novo na Cc do Carriche. Estava quase! Toca a subir pela lateral em direcção ao Lumiar e num pulinho estávamos de regresso a casa.

Foram 51,6km em 2h36m com 1124m acum. Foi uma bela pedalada de Santo António! :-)


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…