Avançar para o conteúdo principal

Às apalpadelas em Monsanto

Na consequência dos nossos guias de Sintra estarem indisponíveis este sábado, juntou-se um grupinho e decidimos rumar a Monsanto...

E como Monsanto é já aqui ao lado, saímos de casa de bike. Para que o caminho fosse de alguma forma diferente, decidimos descer o Valsassina (e ver os despojos do Rock In Rio) e fazer uma incursão pelo Parque José Gomes Ferreira (em homenagem ao escritor que escreveu "As aventuras de João Sem Medo" que li quando era miúda), apenas para saber o seu potencial para corrida, uma vez que o seu potencial ciclístico esgota-se em poucas pedaladas....

...mas seguimos rumo ao nosso destino via Av. Brasil, Cidade Universitária - onde novamente decidimos fazer uma incursão pelos trilhos do estádio - e finalmente entrámos em Monsanto junto ao Califa!

Agora porquê às apalpadelas em Monsanto??? Porque a malta cada vez que lá vai é guiada por alguém, e desta vez nicles, e vai não vai, eu até tenho um bocadinho de sentido de orientação e lá nos conseguimos safar... mas eu posso dizer que fui um bocadinho possuída pelo espírito maníaco do Jaime quando nos guia, e escolhia sempre as melhores subidas... só é pena desta vez não termos conseguido dar com a subida do cotovelo prós lados do Bairro da Boavista...

Depois de cerca de 20km de pó, voltámos ao alcatrão a caminho do belo pastelinho de Belém (a malta trata-se bem) que foi gulosamente deglutido à sombra das árvores do Jardim de Belém sentadinhos na relva ;-)

Depois foi só passar para o outro lado da linha do combóio e fazer-nos à estrada que já era hora de almoço!!!

Fica uma homenagem a nós, ciclistas, patente junto ao Padrão dos Descobrimentos:

Comentários

Andreia disse…
Uma excelente guia!! Aquilo com ela É SEMPRE A SUBIR!!! :)
Foi bem fixolas... deu para matar o bichinho das escadas, mas ficou engasgada aquela descida. Quem sabe para a próxima?!
Bjinhos
Anthology disse…
Viva,

quando forem para Sintra avisem ;)

marcio.henriques@sapo.pt

com o ponto de encontro e horas.

Abraços e beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…