Avançar para o conteúdo principal

À torreira na Arrábida

O convite chegou do Miguel, ia aventurar-se a ser nosso guia na Arrábida, pareceu-me interessante!!! ;-)

Mais convite menos convite, o Filipe Rafael, meu colega da faculdade e habitué dos passeios "Á Borliu" finalmente deu umas pedaladas connosco (pena é que os sapatos de encaixe não me tenham servido... Alguém calça o 35 e precisa de uns excelentes sapatos de encaixe a bom preço???) e também a Cristina Marques se juntou para fazer uma das suas voltinhas favoritas! :-)

A proposta era partir de Palmela e fazer o trilho dos moinhos, fio dental, cai de costas, sobe-e-desce e Comenda....

O dia que começou meio chocho, não previa o calor que se haveria de fazer sentir....

O trilho dos moinhos ainda foi feito com o tempo meio encoberto, mas quando fomos fazer o single do fio dental, já o sol brilhava intensamente... desta 2x que fiz este single já consegui estar mais tempo em cima da bike do que a andar, da próxima a ver se o faço praticamente todo montada!!!

A subida para o cai-de-costas, começava muito antes disso, uma subidinha comprida mas que se fazia bem num ritmo cadenciado, o cai-de-costas é que é mesmo isso... como foi a primeira vez que o tentei subir, receosa, decidi desencaixar o pé, foi a morte da subida, acabei por não insistir! Fica para a próxima!!!

O Sobe e Desce caiu mesmo bem, as subidas faziam-se bem com o embalo da descida anterior.... e havia sombrinha em grande parte do percurso!

Depois de ter feito o caminho para a Comenda é que percebi porque é que no Inverno a malta não faz aquele trilho, o terreno é completamente barrento e como estava seco o pó vermelho cola-se às pernas... passámos a ribeira por 3 vezes, uma delas foi uma verdadeira aventura!

Ficámos tristes porque afinal não haviam barraquinhas de comes e bebes na Comenda... :-( Mas o abastecimento fez-se à mesma!!!!

A foto de família foi tirada um pouco mais à frente e depois disso o retorno a Palmela era o nosso objectivo, começava a fazer-se tarde... O sol brilhava intenso e as subidas eram feitas na torreira do sol, mas mesmo assim, fizeram-se bem!!!

O sol só decidiu encobrir quando chegámos ao alcatrão, para a última subida do dia...

Foi uma excelente manhã de btt!!!

Miguel, bom passeio, grandes fotos, estás contratado.... ;-)


Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 36,87km
Tempo: 2:43:57
Média: 13,49

Comentários

lidia disse…
cá tou eu pro primeiro furo. ASG tu continua assim e ganhamos as 24 h..é garantido, tou gostar de ver...
Força companheira..é cm te digo...se nao fosse tao longe....
e o teu blog tá giro, mantem-no actualizado(olha pro k digo n olhes pro k faço :)
Hasta
Roseane, disse…
Cheguei aqui por acaso...gostei. Um super percurso hein?! Bom final de semana.
V-BRAKE disse…
BOAS
Que rico Blog!
Já vendeste a "bike" aqui à venda?
(Specialized Hardrock Woman 2007 Cor: Azul Tamanho: S Com cerca de 1000km Façam ofertas!)

Beijos

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Meia Maratona de Lisboa

Parece que já não fazia uma meia maratona de estrada desde 2013, muito bem acompanhada pela minha madeirense preferida, a Catarina Dinis, cujo relato podem ler aqui no blog, e que terminei em 1h49m40s.

Nessa altura fiz treino específico e praticamente dei cabo de mim (fiz uma lesão na anca que me deu luta durante uns meses), nada disso aconteceu desta vez ;-)

Desta vez o treino é específico para trail, desta vez não houve cá descanso nas vésperas da prova (fiz treino de ciclismo e trail na véspera), desta vez não houve semana levezinha (treinei todos os dias só folguei, como habitualmente, na sexta-feira)... o foco não era esta prova, se bem que eu tinha um objectivo na cabeça que queria mesmo muito cumprir! Queria bater o meu recorde pessoal e se possível, queria terminar abaixo da 1h45m!

No entanto, havia uma certa e determinada (tempestade) Félix no ar que provocou uma alteração no local da partida - desta vez não passámos a ponte 25 de Abril - e nos fez comer vento e granizo no l…

IX Trail Longo de Conímbriga Terras de Sicó

Para esta prova consegui convencer a minha lebre a vir comigo, não só apenas à prova, mas fez-me companhia praticamente toda a prova, uma raridade nos últimos anos ;-) No início até tive pena dele porque eu não dava mais e ele estava cheio de gás... mas ele ficou comigo! Isto é amor, senhores! <3
Fomos de véspera com os miúdos levantar os dorsais e para ver algum pessoal do longo a chegar... valentes! A minha filha delirou com o ambiente... mas não do trail... mas sim do rancho folclórico que estava a actuar :-) :-) :-)

No dia seguinte, tinhamos de chegar antes das 8h30 para tirar a foto de equipa conforme tinhamos combinado e assim foi, cheguei on schedule ;-)



Cumpridas todas as tarefas pré-prova, bora lá para a partida que já estava bem cheia e pouco deu para furar... tenho de trabalhar melhor esta cena de chegar cedo à partida!

Partida dada e vamos em euforia percorrendo as ruas de Condeixa-a-Nova...

Daí a Conímbriga foi um pulinho, sempre à morte... e era exactamente como me s…