Avançar para o conteúdo principal

Meia Maratona Rock'n'Roll Lisboa

Que eu já andava para fazer a Meia Maratona da Ponte Vasco da Gama há algum tempo, andava, mas na verdade ainda não tinha dado aquilo passinho que falta para concretizar a coisa, por isso, nada melhor que ter companhia para que a decisão fosse tomada num ápice!

E foi assim, com a companhia da Catarina Dinis, a miúda mais simpática da Madeira ;-) que eu lá me meti a caminho da Ponte Vasco da Gama no domingo de manhã.

Claro que isto da companhia é como quem diz, fomos juntas para lá e tivemos juntas até começar a prova, mas a verdade é que a miúda Catarina é rápida e levezinha e num instante a perdi de vista quando desatámos por ali fora a correr!

Levava um objectivo de fazer no máximo 1h50, levava também um papelito que ia ajudar a controlar os tempos há passagem por alguns kms estratégicos, e a verdade verdadinha, é que isso foi um factor decisivo para o sucesso do meu objectivo.

Larguei-me no início, no entusiasmo daquela multidão que corria, e que corria muito! Fiz 2kms a um ritmo elevado e comecei a pensar cá para os meus botões - se me deixo levar, arrebento-me toda e não chego ao fim - e decidir tirar o pé do acelerador e começar a respeitar o ritmo a que me propus levar a prova. Foi a minha decisão mais inteligente ;-)

Controlei a passada e não deixei o coração acelerar demais, foi a melhor receita que podia ter!

Feliz fiquei quando passei o km10 e percebi que estava muito próxima do meu PB feito na Corrida da Volkswagen em 2012, percebi apenas hoje que superei esse PB por 5 segundos... YEAH!

Continuei a sentir-me bem ao passar dos kms, e para isso contribuiu a água que agarrei em todos os abastecimentos, mais para deitar em cima da cabeça e nas costas do que para beber, já que o calor era muito... 2 shots de powerade, tentativa de comer um gel da qual desisti porque era horrível e meia banana... foi o saldo da minha corrida!

Algures em Santa Apolónia cruzei-me com a Catarina, e lá gritámos força uma à outra ;-)

Chegada ao km 18, senti que faltava pouco, como estava bem, decidi voltar a imprimir um pouco de ritmo para garantir que cumpria o objectivo.

Pouco depois passava em frente ao Vasco da Gama, onde a minha claque preferida (o meu CC e a minha Piruças) gritou por mim com entusiasmo e eu ganhei mais energia para os metros finais... a partir daí foi a voar até à meta!

Na passadeira vermelha, as pessoas aglomeravam-se e abrandavam a passada, mas não era esse o meu objectivo, por isso gritava "Vamos lá pessoal" para dar animo para o pessoal correr mais depressa, ou pelo menos, para me saírem da frente :-P

Estava feito :-) Cheguei à meta com 1h49m40s abaixo da 1h50m estimada! Posso dizer que fiquei muito feliz, como podem ver nas fotos - e é só carregar nesta que resume o meu estado de espírito ;-)



Comentários

Mensagens populares deste blogue

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…