Avançar para o conteúdo principal

Duatlo Festival Bike

A prova deste domingo era a última da época, um duatlo btt para fechar o campeonato XTerra.

Eu e o CC rumámos a Santarém para fazer, pela primeira vez este ano, uma prova em conjunto, mas obviamente com objectivos muito diferentes, está claro.

Estávamos a chegar ao Parque de Transição e começa a cair uma chuvada, não era um início auspicioso, mas afinal foi só ameaça porque o tempo depois estabilizou, de qualquer forma, o terreno ficou um bocadinho ainda mais ensopado e lamacento!

Voltámos ao carro para comer, deixar a roupa e fazer um primeiro aquecimento de corrida. Daí novamente para a zona da prova. Continuamos o aquecimento no percurso de corrida à laia de reconhecimento e para não arrefecer.

A partida estava próxima, toca a alinhar. PARTIDA! Toca a correr... começo logo a perder terreno aos poucos, a tal da falta de treino de corrida que já vai em 3 semanas arruma-me na cauda do pelotão. Sinto novamente a bela da dor de burro, desta vez bem mais cedo que na Corrida do Sporting. Respira fundo, respira fundo! Lá cumpro as duas voltas e tento sair rapidamente na bike.

Mas o rapidamente tornou-se lentamente... o terreno estava muito enlameado e a falta de saídas em BTT nesta época piorou em muito a minha confiança. A primeira volta foi feita a apalpar terreno, com alguns passeios pedestres que me fizeram perder imenso tempo [MENINA!!!], só pensava 'o que é que estou aqui a fazer?', entro na 2.ª volta com cãibras, o que não é bom... a coisa lá melhora, mas começo a ser dobrada pelos primeiros; apesar de estar a ser mais rápida que na primeira volta, o facto de me resguardar para que os primeiros passem também me faz perder algum tempo. Finalmente, última volta - novamente as amigas cãibras - mas tenho o percurso só para mim... ou quase... cheguei mesmo a pensar que era a última! Não era, mas quase! Só me cruzei com um atleta durante o percurso que desconfio ter desistido... Mas a última volta foi mesmo a melhor e a mais rápida :) Com o percurso só para mim, decidi não "desistir" e fazer todas as descidas escorregadias e todas as subidas empinadas (essas já tinha feito antes) sem pôr o pézinho no chão!

Finalmente chego ao PT, coloco a bike, descalço os sapatos de encaixe, mas mais cãibras ao tentar calçar as sapatilhas... DOR! Acabo por rebentar dois dos elásticos com que substituí os atacadores, mas faço-me à mesma à corrida com o gás que ainda tinha! Não me rendi... dei o que tinha e cheguei ao fim, depois de 1h38'36'' para cumprir os 3,4km da corrida 1, os 15km de btt e os1,7km da corrida 2.

Não foi um resultado brilhante, pelo contrário, fiquei bem abaixo do meu objectivo, mas ok, sem treino não há milagres, certo?

À tarde, passeio no certame para ver as novidades das bikes.

Com a época terminada, resta o mini-triatlo que irei fazer em Novembro em águas quentinhas e começar a preparar a próxima época, que espero que corra melhor ;-)


Comentários

Mensagens populares deste blogue

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…