Avançar para o conteúdo principal

Duatlo de Fátima

Hoje fui até Fátima para participar na minha primeira prova pós parto. Inicialmente ponderava apenas voltar a sentir a adrenalina de uma prova em Junho, com o Triatlo do Ambiente, no entanto, e como me sinto muito bem e tenho indicações de que, apesar de não ser o ideal começar já a correr, me encontro bem recuperada do parto, arrisquei provar esta hormona mais cedo, pondo-me à prova nos duatlos de Abril.

Fátima era o ideal, perto tanto de casa como de Leiria, e vai daí inscrevi-me... Treinos? Ok, corrida fiz pouco mais de 3 treinos, só recomecei a correr já em Abril, mas tenho uma bela base de caminhadas vigorosas, quanto à bike, tenho feito uns treinos de spinning caseiro e na semana passada fiz o meu primeiro e único treino na bike de estrada do CC (como se pôde ver no post anterior), mas isso não é coisa que me amedronte :)

Lá estavamos hoje, eu e a minha claque (CC, B. e vó L.), para o reínício! Ah, e o nervoso miudinho que também estava presente... Fui buscar o chip e o dorsal, e fui ao carro buscar a bike e restante material para ir colocar no parque de transição, aproveitei para dar uma voltinha na bike e para colocar a mudança certa para o início da prova. Bike no PT e estava na hora de aquecer... uma corridinha lenta e estava quase na hora! Uma foto com a B. e uma beijoca ao CC e lá ia eu posicionar-me atrás de uma lebre (que foi só a vencedora) :)


Tiro de partida e sigo colada ao pelotão durante cerca de 20 segundos... lol não vá, aguentei-me algum tempo até começar a perder o gás, nessa altura, parecia que quase que estava parada enquanto via os miúdos todos a desaparecerem. Sim, porque a prova era maioritariamente constituída por atletas Juvenis, e estes miúdos têm um gás que não se aguenta :)


Lá venho eu "isolada" a terminar o segmento de corrida, parece que era a 5.ª feminina (posição com que havia de terminar), mas parece-me que éramos 8 :)

A transição não correu mal e peguei bem na bike. Senti-me bem, tentei puxar, e até consegui beber água :) LOL é que na semana passada não tirei as mãos do guiador com medo de me espalhar, mas hoje transbordava confiança, até as mangas puxei para cima!

Mas indo ao que interessa, o percurso não era complicado, mas se antes do retorno pensava que tinha o vento de frente, depois do retorno percebi que não, porque levei logo com uma rajada de vento para abrir os olhinhos. Parece que vinha sempre a subir, mas lá me adaptei e escolhi uma mudança que me permitia uma boa rotação e ainda recuperar uma posição na geral e no final, quase que conseguia passar uma adversária, foi por um bocadinho assim...


Mas essa adversária iria fugir-me na corrida, eu lá consegui calçar os meus Zoot voadores com uma ameaça de cãibra, e lá comecei a correr... a correr? Parecia que ia em slow motion, assim muita zonza, acho que só me senti mais recuperada depois do retorno, era agora um tirinho até à meta!


 Acabei isolada :) Em 1.º lugar das SEN (era única, as outras duas que se inscreveram quando viram o meu nome devem ter decidido que nem valia a pena competirem comigo :P), 5.º na geral feminina (em 8) e em 17.º na geral (em 21).

Tinha um objectivo de fazer menos de 47 minutos nesta prova aberta que contava com 2km corrida + 8km de bike + 1km corrida, conseguindo largamente atingir o objectivo, tendo cumprido o percurso em 38m28s (0:10:06 + 0:21:30 + 0:06:52).

Nada mau para uma recém-mamã!!!!


Comentários

Parabéns Soraia, bom re-começo!
Vera Tiago disse…
Nada mau mesmo. Parabéns!!
neia disse…
Gostei do teu relato. Fico muito contente por saber que és uma atleta e estás muito feliz com as tuas vitórias (desportivas e recém-mamã). Parabéns! Bjs

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…