Avançar para o conteúdo principal

Arborismo, pedais e outras coisas que tais...

Comecemos pelo princípio...

Sexta à noite, andei a tentar angariar companhia para uma pedalada em Monsanto para domingo de manhã (o que eu não sabia era como me iria sentir nessa manhã...), mas a curta lista - nem sei se se pode chamar lista quando falei com duas pessoas :) - estava indisponível! Mantive, no entanto, a ideia de ir pedalar... mas já lá vamos... :)

Sábado pela fresquinha, fui experimentar algo diferente, fui experimentar o que é estar empoleirado a uns bons metros do chão quase na copa das árvores, a actividade chama-se arborismo e experimentei na Cova da Baleia. Posso dizer que gostei imenso da experiência e, primeiro que tudo, é perfeitamente seguro uma vez que estamos sempre presos por cabos de segurança e, pelo menos para quem não tem vertigens, é divertidíssimo apesar de ser algo exigente fisicamente. Foram 3 horas repartidas em três circuitos com diferentes níveis de exigência, com secções de tirolesa, slide, pontes de madeira, de corda, parede de escalada, entre outros divertimentos interessantes, e como dizia o instructor «esta noite vai ser a melhor noite de sono que vocês tiveram este ano» :)

Como podem antever, domingo acordar cedo para ir pedalar é mentira... ah e tal doi-me o corpinho... acabei por fazer um belo brunch, demorado, ao solito, e só depois é tive a ideia de finalmente ir percorrer de bike os parques que me ladeiam. Finalmente percorri a expansão do Parque Oeste que está fantástico - só faltava a mudança da água do lago que estava uma verdadeira porcaria - e experimentei umas descidas no Parque das Conchas, mesmo de calças de ganga, a Van portou-se à altura e só os meus travões é que estão a precisar de uso, nota-se claramente que ainda não estão a 100%! Está bem que ainda não foi desta que a volta foi à séria, mas pelo menos a bike já pisou terra, raízes e pedras :)

Comentários

Anónimo disse…
E com ou sem pala?
ASG disse…
Olha, sem juízo...

Mensagens populares deste blogue

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…