Avançar para o conteúdo principal

Anoitecer em Alcochete

Hoje, como os meus planos se alteraram, decidi dar uma pedalada ao final da tarde para tentar conhecer um pouco alguns dos caminhos de Alcochete.

Saí em direcção à praia de Alcochete, algumas pessoas em passeio, outras a correr, mas o sol começava a descer no horizonte criando uma atmosfera fantástica, não resisti a tirar uma foto com o telemóvel.


De seguida, comecei a procurar trilhos que percorressem as margens do Tejo, mas tive um encontro imediato com uns ferozes canitos e decidi zarpar a toda a velocidade... :P

Segui por estrada rumo ao Samouco, perto da Ponte Vasco da Gama, volto a ir explorar uma entrada para terra que por lá havia, mas era uma espécie de dead-end, ou então era só eu que por estar sozinha e estar a anoitecer ter achado que era melhor não me meter nestas aventuras!

À entrada do Samouco dei a volta para regressar a Alcochete, estava mesmo a anoitecer e eu não levei luzes além de um "pirilampo" que levava no braço.


Voltei a passar na praia e decidi seguir até ao pontão da marginal e ficar maravilhada com a vista sobre Lisboa e arredores...


Foram muito poucos kms e pouco mais de meia hora de pedal, mas já soube melhor do que ter ido directamente para casa ;)

Comentários

Blackbelly disse…
Ah pois! Não foste com a malta às bifanas e depois quiseste fazer a festa sozinha!

Mas o deserto é bem poreiro para voltinhas de fim de tarde...
***

Gaija
ASG disse…
Pois, na altura não deu... mas agora estou temporariamente por terras de Alcochete! Há que aproveitar ;)
mo7ard disse…
Alcochete é muito à frente, e os finais de dia (pôr do Sol) aqui junto ao Estuário do Tejo é um verdadeiro must!

Ainda bem que estás a descobrir os tesouros deste "meu" cantinho... o meu "deserto" privado!! xD

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…