Avançar para o conteúdo principal

Maratona do Mondego a.k.a "Lama, lama, lama e mais lama"

Ainda me custa pensar em fazer este rescaldo... mas ok, vai ter mesmo de ser!!! :)

Rumei a Coimbra no sábado à tarde, ou melhor, a Cernache, onde o Bráulio e a Tânia me receberam de uma forma fantástica na sua casa! Também tivemos oportunidade de travar conhecimento com o Simão, a Lola e o Gato Gil ;)

Ainda tentámos ir levantar os dorsais à escola do Taveiro antes de jantar, mas infelizmente a escola já estava fechada... :( Lá fomos jantar a um restaurante muito porreiro, mais dois amigos do Bráulio e da Tânia, o Amaral e a Filipa (espero não me ter enganado), sendo que o pessoal dividiu-se entre uma bela picanha e uma mariscada daquelas! Para terminar um fantástico crepe :d (era preciso acumular energias para o dia seguinte, nem eu sabia qtas!)

Depois de uma noite de soninho descansado, apenas cortada pelo som de uma bruta chuvada, lá acordei fresquinha para a aventura, no entanto, um atraso a sair de casa à espera de uns vizinhos do Bráulio, fez com que chegássemos à partida mesmo em cima da hora e ainda por cima ainda tinhamos de ir buscar os dorsais e montar as bikes... (ainda vi de relance a Tânia e o Miguel que iam contentitos para a partida enqto eu corria desenfreadamente para ir buscar os dorsais à secretaria - já agora, aquilo não dava para ficar mais longe???)

Partimos com cerca de 10 minutos de atraso, já não se via vivalma... logo na rotunda do Retail Park ficámos à nora, não havia sinalização de que caminho tomar, valeu-nos um bttista q pelos visto se atrasou como nós e nos disse que era por ali... até à partida real (sim, porque o controlo zero era partida largada) os "locais" foram-nos indicando o caminho, visto só a partir daí existiam marcações no terreno... mais um pouquinho de estrada e pouco depois estavamos a entrar na terra e quase depois na lama, mas não imaginámos que de lá não iriamos sair tão cedo! :P

O primeiro troço foi logo para nos ambientarmos, já que haviam zonas que dava para enterrar o pé até ao tornozelo, quase pensei que lá ia deixar o sapato de encaixe...

Lá fomos andando, entretanto, no meio de um passeio pedestre (e foram muitos infelizmente), encontrei a primeira cara conhecida no meio dos trilhos, a aniversariante Turtle, que lá ia apeada como todos nós... trocámos umas palavras e entretanto apareceram a Andreia e o André... quando dei conta eles começavam a fugir-me e tive de me fazer à vida e deixar a conversa para outra altura!

Lá haviam alturas em que dava para pedalar durante algum tempo, mas noutras era difícil a progressão no terreno e apear era a situação mais normal, ao todo devemos ter caminhado uns 5kms, e com sapatos de encaixe a tarefa não é fácil!

Aposto que esta maratona com terreno seco até é bem porreira, mas com o terreno neste estado realmente não foi pêra doce, quando disseram no fórum que os primeiros 20kms havia muita lama, esqueceram-se de dizer que nos outros 20kms era igual... :P Praticamente só não havia lama nas curtas incursões por alcatrão e junto ao aeródromo (se me lembro bem), de resto... desde passarmos um rio a vau com água por cima dos joelhos (ok eu sou baixinha) para subir uma parede de 2 metros de lama completamente escorregadia (requintes de malvadez da organização) a pedalarmos nos arrozais a direito e quando até parecia que seria fácil, chuva e vento de frente a juntar a terreno mole e escorregadio, tornou a tarefa mais uma prova de resistência já quase no fim da quilometragem!

Hum, só me faltou dizer que consegui contabilizar mais uma queda... a 2.ª em 2009 por causa da lama... uma descida curta mais que eu já antecipava escorregadia... bem dito bem feito, o pneu escorrega para o lado e dou comigo de joelhos no chão... ganhei mais umas nódoas negras para juntar à colecção :)

Depois desta quase épica maratona na lama, nada mais consolador que saber que terminámos!

Mas como a vida não é fácil, teriamos de pedalar até à zona da partida largada - a escola C+S - onde estava o carro, a lavagem de bikes, os banhos e o almoço! (ainda vi a Teresa q tomou café ao pé de mim enqto eu almoçava, infelizmente já não consegui ver a Lídia)

Como fomos quase os últimos, não tivemos de esperar muito nem para lavar as bikes, nem para banhos, nem para o almoço... só o Bráulio e o Amaral é que apanharam uma bruta seca!!! SORRY!

Voltei a Cernache para ir buscar o resto das coisas e me despedir da Tânia e agradecer toda a simpatia ;)

Comentários

Miguel disse…
Olá Soraia.

Tantas palavras para descrever esta maratona?!! Para mim, só há uma: horrível. Foi horroroso e desgastante. Nunca imaginei que houvesse algo assim.

Ainda não tive vontade de escrever alguma coisa no meu blog. Ontem estive a cuidar das bikes e ainda deixei trabalho para hoje. Apesar de tudo, portaram-se lindamente. As pastilhas é que foram "à vida".

Estou tão arrependido... de não ter ficado em casa!

Pelo menos aprendi a lição. A minha lista do NUNCA MAIS vai ser aumentada.

Fica bem.

Miguel
Blackbelly disse…
Eu tinha desistido :s Lama? Acho que o BTT é para se praticar por prazer... quando se chega ao sofrimento, e para mim lama é sofrimento, é hora de se dizer basta.

Por isso só me resta dizer-vos ( Soraia, Vasco, Miguel, Tânia, Andreia, André, Lídia e todos os outros que não conheço): AHHHHHHHHH VALENTES!
lidia disse…
Ehehe Confesso k tava preparada para a lama, no final sinto sempre o espirito de dever cumprido,mxm c algum sacrificio;o desgaste do material é k é mt mau e leva-nos a despesa.Depois de dias de chuva,era + k natural k ouvese lama e lama, ms ok..era DEMASIADA lama.Tive pena de não te ter dado um alô, ms cruzei + k uma vez c o Miguel/Tânia,iniciei c a Turtle(aliás tive direito a bolo aniversário no almoço) e ainda dei dois dedos de conversa c a Teresa.
Enfim..foi a maratona Mondego :)
lidia disse…
ahh e olha nao foste a unica a cair,a bike "embicou"c roda da frente e projectou-me pra frente,caí,imagina onde,no meio de muita lama, LOL ms hj sinto a pele mt mais suave,até parece pele bebé :).
Ahh e vi mxm um tipo a deixar o sapatinho de encaixe no meio da lama :)
Tudo...para mais tarde recordar...
Beijinhos
*sun* disse…
eu fui daquelas que desistiu antes de começar...mas pelo menos vi o pessoal quase todo.:) Uns conheço pessoalmente outros só do forum. Ainda vi a ASG (que não conheço pessoalmente)já atrasada na 1ª subida em alcatrão. Talvez nos encontremos numa proxima...

Beta
Alberto disse…
Realmente uma história quase épica, mas a forma de contar admirável. Aos que acabaram a prova os meus parabéns. Eu fiquei farto da lama e desisti um aos 33 kms.
Não deixou de ser uma experiência que valeu pelo convívio.
Alberto disse…
Olá Soraia, deixo cá o link para as fotos originais (sem marca d'agua). Passa por cá no fds, vou deixar o link para o filme em YouTube.
http://www.4shared.com/file/83005809/f3e69a73/090125_VI_Maratona_do_Mondego.html
Quis enviarte um e-mail, mas não consegui o link. O meu é agonzalez01@gmail.com.
MJL disse…
Ah pois uns na lama e outros com 6 meses... é assim. :)

Mensagens populares deste blogue

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…