domingo, 27 de janeiro de 2008

Voltinha na Expo para desmoer...

... o empeno!!!!

Verdade, verdadinha é que ontem já nem consegui saltar e pular nas últimas 4 músicas do concerto do Kusturika, tamanha era a dor... (e o concerto foi uma folia!)

Mas hoje, lá me levantei mais tarde, mas fui fazer a voltinha para esticar os músculos, que estavam doridos, doridos de ontem...

Fui fazer a voltinha do costume, saí de casa em direcção à marina da Expo, depois rumei a Santa Apolónia (no caminho cruzei-me com o Paulo e logo a seguir com a Tânia e o Miguel que este final de semana também se ficaram pelo alcatrão), voltei em direcção ao Parque Tejo e na volta decidi não voltar pela confusão brutal que é o Parque das Nações... aquilo não se aguenta!!!

Fui rumo ao Vasco da Gama pela avenida e depois entrei na estrada interna junto aos vulcões de água, segui em direcção à CUF Descobertas e depois em direcção ao Poço do Bispo, Beato, Bairro da Madre de Deus (com direito a subida até à mata) e daí em direcção a casa.

Posso dizer que fiz uma média bem fraquinha para alcatrão, mas os músculos estavam tão doridos que dei o máximo que conseguia!!!

Soube bem, estou cansada e dorida, mas sabe-me bem.... :-)

Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 34,18km
Tempo: 1:49:46
Média: 18,68

sábado, 26 de janeiro de 2008

E que tal Sintra?

Sintra parece-me bem, ainda não tinha regressado lá desde a «pausa forçada»...

Lá nos encontrámos na Panisol da Malveira da Serra, e partimos depois para o meu grande empeno do chafarriz já na subida para a serra. Eramos 6, e começamos a fazer a subidinha de alcatrão, como me estava a sentir bem puxei um bocadinho para me manter sempre juntos deles, a consequência desta minha decisão fez com que na sra. subida que antecede a chegada aos Capuchos tenha queimado completamente no «cotovelo» (a zona pior da subida) porque estava acima das 170bpm, fiquei mesmo com o início de cãimbras, coisa que nunca me tinha acontecido até hoje!

No cruzamento dos Capuchos, tive de meter um gel no bucho para ver se os músculos não me deixavam ficar mal, é que só tinhamos feito 5km.... até me estava a passar!!!

A verdade é que entretanto metemos por uns single-tracks e a partir daí senti-me melhor... (Passámos por uma rave hippie no meio do mato, parecia que estava a fazer spinning...;-) )

...consegui ir sempre acompanhando o grupo, embora o andamento deles fosse bem mais calmo que o normal, e mesmo fazer as subidas que apareciam no caminho sem os meus gémeos se queixarem!

Como ponto alto: consegui subir o Monge até ao primeiro desvio para a Peninha!


A vista nessa zona é sempre fantástica, pelo que aproveitámos o topo da subida da Peninha para tirar a bela da foto...



Depois foi quase sempre a descer, só com duas subidas mais jeitosas que consegui fazer com calma!!!

Ouvi dizer que fizemos cerca de 1000m de acumulado, o que já foi um grande empeno!!! :-D

Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 35,24km
Tempo: 2:56:32
Média: 11,98

domingo, 20 de janeiro de 2008

Trilho Natura - Passeio organizado pela CM Benavente

Este fim-de-semana foi respirar BTT...

Domingo era dia de rumar a Samora Correia para fazer mais um passeio organizado pela CM Benavente, o Trilho Natura!

Combinei encontrar-me com o Miguel e a Tânia na casa dos pastéis de Porto Alto para o belo pastel de nata e o café, acompanhavam-me a Andreia e o André para um fim-de-semana em cheio! ;-)

Quando chegámos ao ponto de encontro, estava também o Lúcio e o Vitinha, e os miúdos Nuno e o Diogo. A Patrícia e o André também chegaram entretanto para nos acompanhar...

Não passou muito tempo sem reencontrar os companheiros de pedalada de ontem: a Ana, o João e o Manel, que estavam acompanhados pelo Paulo que vim a descobrir que era o cunhado do meu amigo Paulo "Martini"!!! (as melhoras Paulo, aqueles trilhos fizeram lembrar-me qualquer coisa ;-) lol)

O princípio conseguiu ser um bocadinho irritante por causa da areia, uma vez que iamos tão condensados que paráva um parávam todos (ou pelo menos muitos...)

Depois de ultrapassada a fase da areia, consegui manter um ritmo bem porreiro até ao fim, mesmo com um acumulado diminuto, houve uma ou outra subida catita, numa saltou-me a corrente, mas assim que a coloquei sentei-me na bike determinada a não desistir e assim foi...

Havia alguma lama no percurso, alguma parecia que era bem antiga (o cheiro era horrível) e algumas poças de lama (uma delas tão funda que consegui molhar as calças até ao traseiro), mas foi um percurso bem rolante e agradável, que deu para esticar bem as mudanças e manter um bom ritmo!

Já perto do final, adiantei-me ao pessoal para tirar uma foto, mas qual foi o meu espanto quando a máquina não ligou - que estranho, pensei eu, ainda ontem estava a funcionar tão bem! - afinal, a máquina não tinha pilhas! O Lúcio tirou uma ou outra foto com o telemóvel as quais eu gentilmente cravei ;-)







 
Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 31,99km
Tempo: 2:00:57
Média: 15,87

sábado, 19 de janeiro de 2008

I Passeio PedalaDelas em Monsanto

Hoje foi o dia do primeiro passeio do PedalaDelas, a secção feminina do FórumBTT...
A Filipa Queirós foi a guia e a fomentadora deste passeio, uma vez que como participou no ano passado (nas 24h BTT), conhecia bem os trilhos!

O ponto de encontro foi o parque de estacionamento do Keil do Amaral às 9h, só lá estava o Bytes quando cheguei...

Mas rapidamente começou a chegar mais gente, primeiro o Paulo (Cabanas) e a filha Ana, e depois a Filipa Queirós que trazia o Bruno, mais a Ana e o marido, por fim, a bttinha acompanhada pelos seus dois "guarda-costas" como tinha prometido ;-)

Estava sol mas o frio gelava-nos ossos... Mas começámos logo a aquecer com uma subita, sendo que muitas mais haviam de se cruzar no nosso caminho!

Como tem estado um tempo chuvoso, estava bastante lama e poças de água lamacenta, algo escorregadio, mas na maioria os trilhos estavam em boas condições, só houve um que da quantidade de lama que tinha agarrada ao pneu, deixei de conseguir andar porque a roda prendia, tive de andar com paus a raspar a lama para continuar.

Fiquei bastante contente porque consegui fazer uma subida bastante inclinada que ainda há 2 semanas tinha dito que tão depressa não a ia conseguir fazer, saiu-me do pêlo, mas soube-me bem!!!

Praticamente no final, tivemos o grande precalço do dia, o Bruno caiu numa descida perigosa cheia de pedra e partiu-se todo... As melhoras Bruno!!!

Para fechar a volta, e uma vez que iamos aos lava-bikes, fui treinar descida de escadas numas escadas de madeira e relva. Tentei duas vezes e correu muito bem! :-)



Ó para mim a bombar nos degraus:


Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 14,25km
Tempo: 1:39:34
Média: 8,58
(esta é que foi a mais fraquinha de sempre, mas ok era suposto ser mesmo em ritmo de passeio...)

domingo, 13 de janeiro de 2008

À chuva na Serra da Carregueira

Hoje o dia começou acelerado, era suposto acordar às 7h e sair de casa por volta das 7h30, e a que horas acordei? A verdade é que foi milagre ter acordado, assim meio atarantada, porque o raio do despertador não tocou (um dos problemas de acordar com rádio, é às vezes a rádio estar off como hoje de manhã)... Eram 7h30 e foi tudo a correr, mas consegui estar em Sacavém por volta das 8h como estava combinado!

Eram 9h quando estacionei nas bombas já perto de Caneças, e a chuva decidiu que devia dar um ar da sua graça, o que foi acontecendo praticamente durante todo o percurso...

Foi um pedalar em alcatrão até chegarmos ao Belas Clube de Campo, a partir daí, foram trilhos de todo o género, estradões, single tracks (alguns barrados a tulicreme), súbidas técnicas, súbidas menos técnicas, descidas com calhau e lama, ribeiras (na qual decidi parar a meio e fiquei com os pés encharcados) e tudo e tudo....

Foi libertador andar com chuva e no meio da lama, ok, a lama chateia-me um bocadinho, mas só porque fico mais insegura e gasta os calços dos meus v-brakes, mas foi um espectáculo!

Esta volta ficou marcada por várias avarias: ele foi correntes que partem ou enrolam, ele foi pneus que rebentam ou furam, ele foi... há mais?

A foto de família desta vez não foi tirada no meio do monte, mas na porta do Estabelecimento Prisonal da Carregueira, e o basqueiro que fizemos foi tanto que o guarda da entrada nos veio dizer que tinhamos de sair dali....



A chegada foi feita em grupos separados, porque o último problema técnico obrigou a uma paragem maior e a malta começou a ficar com frio, e os menos enrolas (tipo eu) decidiram ir andando para não atrasar ainda mais...

Para não variar, as fotos ficaram a cargo do repórter Jaime, ao qual vou cravar uma ou outra para colocar aqui!

Aqui ficam elas... Obrigada Jaime!!!!







Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 28,12km
Tempo: 3:07:02
Média: 9,02
(a mais fraquinha de sempre)

Para a semana é a dobrar.....

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Na lama com Monsanto….

Começa a ser habitual na maioria das voltinhas que faço com os Maníacos ter uma qualquer actividade social na noite anterior e deitar-me tarde e a más horas e na manhã seguinte levantar da cama ser uma espécie de feito hercúleo!!!

Mas consegui, eram 8h, mais coisa menos coisa, o dia ameaçava chuva, mas decidi arriscar…

Combinado encontro com o Miguel já em Monsanto na saída da passagem aérea de Benfica junto ao Califa por volta das 9h15, daí partiríamos para o Parque da Serafina onde nos iríamos encontrar com os restantes Maníacos.

Por volta, das 9h30 apareceu o primeiro grupo de Maníacos que tinha ficado de ir “resgatar” a Tânia e o Miguel aos Pupilos do Exército, e 15m mais tarde, o grupo que nos ia “resgatar” a nós…

Mas lá avançamos rumo à lama com fartura que havia em Monsanto: muitas subidas, muitas descidas, algum (mas pouco) alcatrão e alguns single-tracks.

A paragem para reforço foi feita no Parque de Merendas perto do Anfiteatro Keil do Amaral.

Posto isto, fizemos mais uns poucos km juntos e conseguimo-nos perder, isto porque a lama é traiçoeira e eu armada em artista, decidi que havia de ir pela borda do track numa zona um pouquinho mais alta e com menos lama (parecia), com isto, a roda decidiu escorregar e a bike baldou-se e a je aterrou com um joelho em cima de uma pedra!!! Como resultado tenho um joelho em ferida e um pouco inchado (mas acho que sem danos preocupantes) e as minhas calças novas – estreadas nesse mesmo dia – com um pequeno buraquito no joelho… É a vida!

Depois de recomposta da queda, para que lado é que tinham ido os Maníacos? Nós decidimos virar à esquerda, mas afinal os restantes decidiram virar à direita! Com uns telefonemas pelo meio lá nos encontrámos na rotunda das antenas para reagrupar e nos dividirmos, isto porque estava na hora da despedida… Uns ainda iam a pedalar até Sacavém e os restantes iriam para os carros!

Prá semana há mais... :-)

Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 24,49km
Tempo: 2:08:13
Média: 11,46