Avançar para o conteúdo principal

A primeira vez na Arrábida...

E como há uma primeira vez para tudo, ontem, foi a primeira vez na Arrábida em BTT!


O ponto de encontro era o Largo do Chafarriz D. Maria I, que eu pensei saber onde era, mas não... A sorte foi a Carla e o Jaime terem passado por mim exactamente quando estava a tentar perceber para onde ia à entrada de Palmela!!!


Eram 8h30, estava um frio desgraçado (há quem diga estavam 0º, o que explica as extremidades congeladas!!), eu tinha-me deitado tarde e levantado cedo, mas estava prontinha para a aventura...


Finalmente arrancámos, no total 16 Maníacos, sendo que contavamos com o Miguel e a Tânia, já experientes na Arrábida, mas que se juntavam pela primeira vez a um passeio maníaco.


Logo ao arranque percebi que mais uma vez (isto acontece-me sempre) me tinha esquecido de verificar se o conta-km estava a funcionar, e claro que não estava... depois percebi que ainda tinha os dados do passeio anterior, mas consegui fazer um reset all (pensei eu...)!


A primeira parte foi muito fixe, fizemos um percurso junto aos moinhos, que dava logo para ver a vista fabulosa...

















Bem, a partir daqui começamos a descer e chegámos ao local onde à direita se encontrava a mítica subida "Cai de Costas" - juro que não percebo o porquê do nome (!?!) ;-) - e do lado esquerdo seguia um single track muito engraçado, era ainda mais engraçado se do lado direito tivesse berma e não uma ribanceira.... Medo, muito medo... Claro que fiz este single em modo caracol, mas ok!!!

Aí chegámos a uma zona de largos estradões, que deu para esticar um bocadinho... Já não sei se foi antes ou depois (aquele gajo alemão é tramado...), mas perdemos um elemento, o Periquito, que tinha vindo com o Pacha, isso fez com que tivessemos parados ainda durante algum tempo enquanto alguns dos enrolas foram à procura dele! Parece que seguiu outros bttistas serra abaixo, e quando chegou cá acima, já vinha todo roto... Ainda tentou fazer mais uns km, mas as caimbras não o deixaram, pelo que o Pacha achou melhor acompanhá-lo a casa, uma vez que o amigo era nativo da zona!

Ah, foi nessa altura que percebi que pelo meu conta-km já estava à 8h a andar, parece que só fez reset dos km e se esqueceu de fazer reset aos restantes dados da volta anterior....

Lá avançámos, já com atraso brutal, que nos fez imediatamente perceber que não iamos fazer todo o percurso...

Agora entrávamos na zona das subidas tramadas, aquelas que mesmo com esforço, eu ainda não consigo fazer: muitos regos, muitas pedras e mtas raízes! Resultado: lá vai a malta a carregar a bike a pé! Também não é fácil.... ;-)

Depois de umas descidas mais técnicas (feitas também à mão, está claro!), apenas ao alcance dos mais destidos (tipo GTO), lá cortámos caminho por alcatrão e começámos a aproximar-nos do final do passeio, que seria sempre a subir até Palmela!

Já nessa subida deu-me uma fome, mas dei conta que tinha uma barra que tinha deixado a meio, que consegui tirar do bolso da mochila e ir comendo...

E lá chegámos novamente ao Largo de onde tinhamos partido há longas horas atrás...

Obrigada aos maníacos que me foram acompanhando ao longo do percurso e me deram força nas subidas (obrigada Lúcio pelo empurrão!) e gostei de ver que eramos o único grupo por que passámos com mulheres!!!

Miguel e Tânia, espero que tenham gostado e voltem a andar connosco...

E para deixar este momento para a posteridade, aqui fica a foto das três Maníacas, ou se repararem bem, as "Woman in red" ;-)



Tânia, Carla e Soraia - GIRL POWER


Aqui ficam os dados-resumo (um bocadinho aldrabados):
Km percorridos: 34,9
Tempo: 3:07:01
Média: 11,09


Para terminar, uma pequena amostra em vídeo na primeira paragem.


ps - Agradeço ao Jaime as fotos enviadas para poder postar aqui!

Comentários

Miguel disse…
Olá Soraia.

Claro que gostámos da companhia. Vamos repetir muitas mais vezes.

A ver se logo também faço uma reportagem no meu blog (obrigado pelo link. Já adicionei o teu). Vou aproveitar umas fotos daqui.

Um conselho: quanto mais rápido fores, nos single tracks, menos medo terás. Pelo menos comigo é assim.

Miguel
asg disse…
Ainda bem que vão voltar! ;-)

E tens razão nisso de ir mais rápido, o que eu vou ter de fazer é deixar os pedais & sapatos de encaixe em casa por uns tempos, para voltar a ganhar mais confiança... Acho que só isso vai ajudar imenso!!!

Mensagens populares deste blogue

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…