Avançar para o conteúdo principal

Triatlo de Abrantes ou Venha de lá essa medalha :)

Finalmente mais um triatlo na minha ainda "curta" mas "promissora" :-P carreira de triatleta :)

Estava no meu calendário desde o início da época, mas a encomenda saiu melhor do que eu pensava... desta vez não ia competir com os cadetes, juvenis e afins (já que estes tinham provas do CN a disputar), mas sim com gente assim como eu, a iniciar-se na coisa!

A motivação foi logo maior, mas desvaneceu-se (só um bocadinho) quando chego ao secretariado e vejo "temperatura da água 24º - não é permitido o uso de fato" - MAU!!! Se até aqui e a nadar com fato a coisa não tinha sido pacífica, sem fato... ui ui!

Mas um(a) triatleta não desmotiva, pensa logo como superar mais um obstáculo. Toca a ir buscar o material e a colocá-lo no PT. Tudo a postos!

Faltava ainda bastante tempo para a prova que só teria lugar depois das provas dos "miúdos", e como o calor era muito e tinhamos connosco a Piruças, fomos para o cafézito, já que ela tinha de ser alimentada, mas também deu tempo de pôr os pézinhos na relva :)


Ver provas, sacar umas fotos e tal, e já estava na hora de começar a ir para a zona de partida que era só assim no meio do rio Tejo. Molhar o pézinho e "boa a água está mesmo quentinha!", agora é só andar a distância da prova de natação até à partida... o que vale é que a maré estava baixa e não tivemos de fazer 2 "provas" - a ida e a dita cuja - lá fomos a caminhar nos seixos, pareciamos uns coxos. Tagarelar com o pessoal que ia participar e alinhar, alinhamento este que demorou um bocado - numa zona sem pé e sem fato (que ajuda a boiar), posso dizer que cansa um bocadinho.


Tiro de partida! Desta vez tentei não me deixar empolgar pelo resto da malta e seguir ao meu ritmo na natação, para tentar não "queimar". E lá fui eu, meio desnorteada, acabei por nadar mais não sei quantos metros para contornar a bóia, mas a coisa compensou; consegui fazer o percurso sempre a nadar o meu crawl controlado, mesmo quando as mãos praticamente batiam no chão e aí uns mergulhos à golfinho também ajudaram.... Saio da água, não estou demasiado tonta, toca a correr para o PT.



Lá chego à bike. Desta vez era só pousar os óculos e touca e calçar os sapatos de encaixe, colocar o capacete e os óculos e pôr-me a andar...


 ... ou melhor a pedalar ladeira acima que esta prova é feita maioritariamente a subir, parece o prémio da montannha :) com a malta a subir quase até ao hospital




Duas voltas feitas e toca a voltar ao PT. Descalça sapatos de encaixe, calça as sapatilhas, tira o capacete, coloca o boné e saio disparada (que é como quem diz "devagarinho") para a corrida. Foi uma corrida sofrida, sempre em agonia, mas sem nunca abrandar porque via as minhas adversárias relativamente perto, mas desta vez não consegui colar-me a elas...





Como na bike, foram duas voltas e terminadas lá cortava eu a meta com a satisfação de mais uma prova superada :)



O meu feeling é que era 3.ª, isto porque o CC tinha-me dito que era 3.ª quando saí para a bike, mas percebi que era 4.ª mas consegui passar a 3.ª logo no início do segmento. Depois fui-me colando cada vez mais às duas senhoras que iam à minha frente, mas não o suficiente para as conseguir ultrapassar. No entanto, o CC disse-me que fui a 4.ª a passar a meta :( Não conformada, uma vez que ninguém me tinha passado e não vi nenhuma outra mulher senão as outras duas à minha frente, fui ao secretariado perguntar para saber se esperava, ou não, para ver os pódios. Depois de esperar um bocadinho para que pudessem verificar, disseram-me que era 4.ª... faltou-me um bocadinho assim!

No entanto, mantive-me ansiosa pelos resultados finais e quando estes sairam, já passavam das 20h, vi que afinal fui 3.ª :) A primeira foi desclassificada (parece que deu uma volta a menos num dos segmentos, claro está)! No dia seguinte iria reclamar pela minha medalha de honra!

E voilá, no dia seguinte, fui questionar no secretariado e lá me confirmaram o pódio e deram-me a respectiva medalha :) Sem foto de pódio (nem subida ao dito), mas muito orgulhosa do meu primeiro pódio real num triatlo da FPT! Muito bom! :)





Comentários

Adriana disse…
uauuu!
é assim mesmo!
parabéns, triatleta!
que seja a 1ª de muitas medalhas!

beijinhos

* podes sempre arranjar uma foto do pódio e fazer uma "montagenzita"- é justo!
ASG disse…
Obrigada Dri :) Vamos ver, vamos ver!

Mensagens populares deste blogue

Trilhos dos Reis

Não comecei 2018 da forma como gostava de ter começado.

Depois de me sentir fortíssima até meados de Dezembro, talvez tenha abusado e a minha canela direita não gostou... impediu-me inclusivé de desfrutar a minha última prova do ano, a São Silvestre de Lisboa de que tanto gosto!

No entanto, dia 1 de Janeiro de 2018, fui ver como o meu corpo tinha reagido à terapia que tinha feito no dia 29 de Dezembro. Fiz 30' de trail muito calminhos e senti-me bem. Nessa semana continuei, com medos e paninhos quentes a correr leve na passadeira para perceber se teria de abdicar também da minha primeira prova da época, algo que não queria nada que acontecesse.

Mas a sorte protege os audazes e a minha audácia relativamente aos planos para este ano é alguma, tendo assim sido bafejada com a sorte de me ir sentindo melhor a cada treino que fazia.

Na semana anterior aos Trilhos dos Reis tentei arranjar companhia para a viagem. Tinha-me mandado sozinha de cabeça para este desafio, o CC ficava com os me…

Trail do Castelejo

Aproveitando que iamos passar o Carnaval a Leiria e que tinha de me forçar a treinar, descobri que no domingo acontecia aqui pelas redondezas o Trail do Castelejo e convenci o CC a vir comigo.
Optámos pelo percurso de 22km, que dava para fazer um bom treino sem abusar demasiado, Sicó é daqui a 2 semanas! A altimetria não era assustadora, sabia que ia apanhar uma parede pequena logo no princípio (que não foi tão pequena como isso dada a inclinação da coisa) e depois uma subida de cerca de 3k do km 12 ao 15, mais coisa menos coisa.

Chegámos a horas de levantar o dorsal com calma, ir ao carro decidir o que levávamos ou o que ficava no carro, ir aquecer um bocadinho e ainda conversar com o André, primo do CC, que viria a ficar em 3.º da geral masculina dos 22km.
Fomos para a partida e conseguimos furar para não ficar muito atrás. Logo logo, partida dada! Arrancámos com pica e tentei seguir o CC, mas não, ele fura com uma pinta e deixei de o ver num instante. Avancei, tentando analisar qu…