Avançar para o conteúdo principal

Sintra... que saudades!

Depois de um curto - mesmo curto, tipo 10 minutos - treino de natação nas gélidas águas da Praia da Torre, apontámos agulhas para Sintra.

Estacionados no sítio de sempre, no largo do chafariz na Malveira da Serra, começámos a percorrer o alcatrão que em crescente subida nos levava aos trilhos. Bem mais de um ano desde a última voltinha em Sintra. Numa bike emprestada - uma Sobre em cromoly da irmã do António da BinaClínica - para experimentar. A entrada nos trilhos deu-se à 2.ª tentativa, na primeira hesitei a descida, estou ainda mais maricas!

Dos trilhos que passam no Campo Base da Pedra Amarela, haveriamos de descer à Barragem do Rio da Mula, para subirmos pelo trilho que a ladeia e que tem aquelas três rampas maléficas, que praticamente ultrapassei com distinção, não fosse faltar 1m à primeira, porque ando sem encaixes e de plataformas é mais difícil transpor alguns obstáculos :( Depois apear em parte da subida que cada vez tem mais pedra e chegamos ao primeiro estádio: os Capuchos.

Subir já ao Monge? Não. Vamos antes descer um bocadinho e apanhar a subida para a Pedra Amarela e depois Peninha. Fomos até lá acima ver as fotos e tirar uma foto para a posteridade :-)


Depois toca a descer, e apanhar o trilho que vai dar ao Monge. Descida - maricas e com direito a pé no chão devido aos inúmeros regos - e estávamos novamente nos Capuchos. Como a hora já era adiantada... umas 17h, toca a descer para o carro! A Piruças está na avó à nossa espera!

E foram 23,2kms feitos em 1h55m. Acumulado não sabemos, o GPS decidiu não colaborar e desligar-se antes de chegarmos à Pedra Amarela.... Mas soube bem chegar ao fim a sentir-me bem, conseguir subir sem me sentir a morrer e não me sentir mega empenada no final! Sweet! :-)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

HAPPY!!!!!

Sinto-me infinitamente feliz :-)

E por algo tão simples como ter batido o meu record pessoal nos 100m livres! êêêêê

Mas há várias razões para que este record batido seja tão motivante:
# porque ele significa menos 5" de um anterior record que eu nem sabia bem como o tinha feito;
# porque nas 2 séries de 100m que fiz hoje, na 1.ª igualei o anterior record e na 2.ª esmaguei-o;
# porque trazia um record pessoal da época passada de mais 22.5" que o actual;
# porque isto é resultado de um trabalho árduo e muito individual;
# porque para evoluir fiz muita pesquisa para perceber como poderia melhorar;
# porque nado unicamente acompanhada pelo meu Garmin Forerunner 910XT que me ajuda a avaliar toda esta minha evolução;
# porque nunca desisti de querer melhorar;
# porque me gravei em Agosto com intuito de perceber alguns erros e isso ajudou-me imenso: percebi que estava a colocar o braço cruzado à frente da cabeça e que a minha mão também não entrava como deve ser na água (além de ou…

XTERRA MAUI | Ou o azarado Campeonato do Mundo...

Depois de muita preparação, dedicação e esforço esta época, eis chegado o momento de pôr à prova todo o tempo despendido a treinar.

Um destino como o Hawaii era motivo suficiente para querer enfrentar o desafio, mas mesmo com todo o treino feito estava receosa sobre o que iria encontrar, sobretudo em termos de clima. Mas a verdade é que chegámos com uma semana de antecedência, para nos ambientarmos, descansarmos e entrarmos na rotina do novo fuso horário - sim, são 10h de diferença!

A semana antes supunha algum descanso e as tão aguardadas férias, mas não podíamos deixar a forma totalmente de lado... tinha de continuar a haver algum treino... como não podia deixar de ser, e porque fomos 2 semanas, levámos a nossa Piruças connosco, pelo que tínhamos de treinar à vez, mas assegurámos que tínhamos uma babysitter de confiança para ficar com ela durante a prova, não deixando isto de nos causar algum nervoso miudinho, porque no Hawaii não falam português, certo? ;-)

Mas é da prova que quero…