terça-feira, 29 de outubro de 2013

Maratonista de 102 anos | Quando for mais velhinha quero ser assim....

Fauja Singh, de 102 anos, é maratonista, e não imagina a vida sem treinar...

É assim que começa um texto que li sobre este exemplo vivo, e que pode ser lido aqui (ver ponto 5, de outros exemplos maravilhosos).

Em resumo, começou a correr aos 89 anos quando perdeu a mulher e um filho para manter um objectivo na vida... agora vai aposentar-se das competições, mas continua a correr cerca de 16km por dia.

Mais do que palavras, as fotos e o video mostram a aura deste senhor...




Mais um record na Nazaré?


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

XTERRA MAUI World Championships

Para o ano vamos ter uma etapa do XTERRA na Golegã, no dia 1 de Junho. Vou ter de me preparar afincadamente para participar e não sofrer demasiado...

... lindo lindo era ganhar uma slot para ir ao XTERRA a Maui ;-) Este ano, domingo, foi assim:

sábado, 26 de outubro de 2013

1.ª Corrida TSF Runners

Depois de uma semana de autêntico dilúvio, nem quis acreditar quando cheguei ao Terreiro do Paço e o calorzinho que o sol libertava me obrigou a imediatamente despir a camisola de manga comprida e a atá-la à cintura... de t-shirt é que se estava bem!

Depois de 10' de aquecimento que incluiram umas rectas e que me deixaram antever que não estava muito bem (dor de burro), lá me dirigi à zona dos cromos da pulseira azul. Quando nos deixam entrar, encontro logo o colega Vitor Nogueira, que também ia fazer a corrida e que começa logo a puxar por mim!

A ver vamos... Com a Vanessa e o Carlos Sá à frente dá-se a partida e sai tudo desenfreado... eu inclusivé! Vejo-me a correr a 3'30' e penso logo que a coisa não vai correr bem se não abrandar, mas o Vitor gritava-me «levanta a cabeça, abre a passada...» e eu lá ia, até que lá começo a peder gás... 4'00''... 4'30''... acabo o 1.º km com 4'12''.


(vídeo do Carlos Sá onde apareço aos 12s na partida da Corrida, novamente aos 2'10'', mas tive o previlégio de trocar umas palavras com ele nos primeiros metros da corrida)

Até ao viaduto, que infelizmente tivemos de subir tanto para lá como para cá, ainda tenho o Vitor ao meu alcance, mas já percebia que não ia aguentar o ritmo muito mais e deixo-o ir...

Em Xabregas, lá estava a minha avó como combinado, a única espectadora, a bater-me palmas! E lá ficou para me ver passar de volta com direito a um Hi5 e tudo ;-)

Na zona dos silos da Nacional, vejo passar os primeiros que já vinham de volta... entre eles o Bernard do triatlo SCP que ia bem lançado! Mais atrás a primeira mulher, Vanessa Fernandes, a madrinha da prova... mais umas mulheres e em 4.º não era a Andreia Moço? Se tivesse folego até lhe tinha gritado ;-)

Lá faço os 5k, acima daquilo que gostava de ter feito (no meu relógio), mas o tempo da classificação final ainda é pior, mas penso que os tapetes de controlo estariam bem depois dos 5k reais... agarro uma água, pela qual já ansiava há muito e refresco-me. Consigo aumentar a passada e aguento-me por mais um pouco, mas na zona de Xabregas começo com dor de burro e nem acredito que vou ter novamente de subir o viaduto.... sofrimento!

Já estou em Santa Apolónia, olho para o relógio e tenho a certeza que o objectivo de fazer 48' já tinha ido para as couves... que treta! Mas por me sentia tão mal? Lá continuo e no último km puxo o máximo que conseguia... lá passo os 10k com 49'45'' praticamente 1' abaixo do meu melhor tempo, o que me deixa parcialmente feliz, porque, sim é bom tirar 1' ao meu tempo, mas eu achava que podia ter ido muito mais além... chego à meta passado mais um pouco, 51'40'' (10,6k), em autêntico sofrimento!

Bem visível o meu sofrimento na chegada :-P
Começo a pensar o porquê de me ter ido tanto abaixo... ok, não treinei assim tanto nestas duas semanas, estou na fase de "descanso", mas também a forma não desaparece assim. Hmmmm, fui demasiado rápido no início? Na meia maratona também fui rápido e aguentei-me bem os 21k. Seriam as quase 2h de Zumba de ontem à noite? Desculpa final, vacina da gripe... Pois, ontem tomei a vacina da gripe, e bem me avisaram que podia ter sintomas ou dores musculares. Parece-me bem que foi isso.... fiquei esgotada!

Esperei para a massagem, porque estava dorida das pernas e da anca, novamente. Massagem feita e toca a ir para casa que anoitecia e eu começa a ficar com frio, mesmo já tendo trocado a t-shirt pela camisola de manga comprida.... e ainda me esperava uma longa viagem de metro!

Nota final: hoje, domingo, acordei toda torta... os gémeos estão em constante pré-cãimbra e a anca anda a gelo e trans-act... não tenho dúvidas agora que foi a sacana da vacina que me sugou a energia toda e me deixou toda lixada porque parece que levei porrada ou que me passou um camião por cima! Se eu soubesse...


terça-feira, 22 de outubro de 2013

Portugueses em destaque...

2013 é o ano dos Portugueses...

... primeiro o Rui Costa a usar o arco-iris na camisola, esta semana o Paulo Gonçalves sagrou-se campeão do mundo de motos em todo-o-terreno.

Já antes o Carlos Sá tinha ganho a Badwater, o João Sousa ganhou o Open da Malásia e o João Oliveira a mítica ultramaratona Spartathlon, na Grécia.

No triatlo tivemos 3 atletas masculinos no top25 na finalíssima do campeonato do mundo em Londres: João Pereira, João Silva e Miguel Arraiolos.

E mulheres? Ninguém fala de mulheres?

Temos a Daniela Teixeira, que em conjunto com o Paulo Roxo, abriram uma nova via nos Himalaias para chegar ao topo do Ekdant (6100m) a que deram o nome de "Sonhos Intermináveis" :-)



 E temos ainda a Filipa Elvas que já não lhe tinha bastado ser a única mulher a terminar a Maratona da Grande Muralha da China deste ano, agora ganhou também a maratona Polar Circle, disputada sob cerca de 10 graus negativos, na Gronelândia, ganha também no masculino pelo Manuel Machado.


E acho que esta frase da Filipa para a campanha da Zilian, resume um bocadinho o que às vezes nos faz falta, a todos.....


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Quem me viu e quem me vê...



... a primeira foto é de 2005, numa das únicas alturas da minha vida em que não fiz desporto!

Tanto mudou desde aí... 8 anos a mais e 12kgs a menos ;-)

domingo, 13 de outubro de 2013

Triatlo de Lisboa | em modo super sprint

Apesar de no início da época ter ansiado pela minha estreia num triatlo olímpico e de ter apontado Lisboa para essa mesma estreia, ainda não foi este ano. Não foi porque a época foi algo condicionada por diversos factores que me levaram a não se sentir em condições para alinhar no olímpico já este ano.

E na verdade, ainda bem, porque se o meu maior receio era a preparação para o segmento de natação, a dura natação que as meninas tiveram de enfrentar deixou-me aliviada por não ter tido de enfrentar eu mesma aquele cenário...

Mas, não me tendo lançado para o olímpico não foi razão para me colocar apenas no papel de espectadora, pelo que alinhei novamente na prova aberta, em distância super sprint. E por ser repetente nesta prova, isso obrigou-me, claro está, a impor-me um objectivo mais ambicioso face ao tempo que fiz no ano passado. Nada como partir com a fasquia elevada ;-)

Ia ser uma prova muito participada, como o são todas as provas nas imediações de Lisboa, sobretudo estas distâncias mais curtas, ambicionadas para quem quer experimentar as lides do triatlo. Nesta situação estava o meu amigo Jaime, que já tendo experimentado um duatlo no passado, apresentava-se hoje para experimentar o seu primeiro triatlo (e o seu novo fato isotérmico), apoiado pela Carlita que não se mete nestas coisas que envolvem água... pedalar e correr tudo bem, agora chapinhar no meio de 2 centenas de pessoas é outra coisa!

E foi realmente no meio de mais de 200 pessoas que se desenrolou esta prova aberta, sendo, portanto, um segmento de natação animado, onde se esperaria muita confusão. E pois que assim foi, arranca a prova e larga tudo direito à primeira bóia, e no meio da estalada e do pontapé, consigo lá chegar inteira e depois disso foi quase um passeio... senti que me tinha corrido bem, soube no final que tinha tirado um minuto ao tempo que tinha feito no ano passado!

Toca a correr para a transição, sacar do fato, calçar os sapatos e pegar na bike e seguir a arrepiar caminho por ali a fora... ia cheia de pica e fiz um ciclismo forte dentro daquilo que conseguia, procurei rodas, procurei companhia para trocar e ainda consegui durante algum tempo, mas como sempre os retornos nem sempre são meus amigos e lá tive de me esforçar, levar com o vento até encontrar outra roda! No meio de tudo isto, ouvi vários incentivos de pessoal que gritava o meu nome... a Catarina Dinis e o Miguel, foram uns deles, os meus apoiantes directamente da Madeira ;-)

A transição para a corrida não foi a melhor, atrapalhei-me a tirar os sapatos e a calçar as sapatilhas, mas tentei compensar saindo forte... o problema é que tinha puxado muito na bike e se as pernas até aguentavam, a respiração queixou-se a meio caminho e bastante ofegante lá fui controlando o ritmo que me deixou chegar ao fim uns segundos acima do meu objectivo inicial, mas que retirou 2 minutos ao tempo de 2012: 34m22s! O que me deixou cheia de ânimo!

Com mais ânimo fiquei quando à noite vi que tinha sido 3.ª SENF (em 17), mesmo não tendo havido pódios de escalões, é um resultado animador! Fui 16.º Fem (em 44) e 109.º à geral (em 219)...

O pior mesmo é que acabou a época, agora que as coisas começavam a encarreirar ;-)


domingo, 6 de outubro de 2013

Meia Maratona Rock'n'Roll Lisboa

Que eu já andava para fazer a Meia Maratona da Ponte Vasco da Gama há algum tempo, andava, mas na verdade ainda não tinha dado aquilo passinho que falta para concretizar a coisa, por isso, nada melhor que ter companhia para que a decisão fosse tomada num ápice!

E foi assim, com a companhia da Catarina Dinis, a miúda mais simpática da Madeira ;-) que eu lá me meti a caminho da Ponte Vasco da Gama no domingo de manhã.

Claro que isto da companhia é como quem diz, fomos juntas para lá e tivemos juntas até começar a prova, mas a verdade é que a miúda Catarina é rápida e levezinha e num instante a perdi de vista quando desatámos por ali fora a correr!

Levava um objectivo de fazer no máximo 1h50, levava também um papelito que ia ajudar a controlar os tempos há passagem por alguns kms estratégicos, e a verdade verdadinha, é que isso foi um factor decisivo para o sucesso do meu objectivo.

Larguei-me no início, no entusiasmo daquela multidão que corria, e que corria muito! Fiz 2kms a um ritmo elevado e comecei a pensar cá para os meus botões - se me deixo levar, arrebento-me toda e não chego ao fim - e decidir tirar o pé do acelerador e começar a respeitar o ritmo a que me propus levar a prova. Foi a minha decisão mais inteligente ;-)

Controlei a passada e não deixei o coração acelerar demais, foi a melhor receita que podia ter!

Feliz fiquei quando passei o km10 e percebi que estava muito próxima do meu PB feito na Corrida da Volkswagen em 2012, percebi apenas hoje que superei esse PB por 5 segundos... YEAH!

Continuei a sentir-me bem ao passar dos kms, e para isso contribuiu a água que agarrei em todos os abastecimentos, mais para deitar em cima da cabeça e nas costas do que para beber, já que o calor era muito... 2 shots de powerade, tentativa de comer um gel da qual desisti porque era horrível e meia banana... foi o saldo da minha corrida!

Algures em Santa Apolónia cruzei-me com a Catarina, e lá gritámos força uma à outra ;-)

Chegada ao km 18, senti que faltava pouco, como estava bem, decidi voltar a imprimir um pouco de ritmo para garantir que cumpria o objectivo.

Pouco depois passava em frente ao Vasco da Gama, onde a minha claque preferida (o meu CC e a minha Piruças) gritou por mim com entusiasmo e eu ganhei mais energia para os metros finais... a partir daí foi a voar até à meta!

Na passadeira vermelha, as pessoas aglomeravam-se e abrandavam a passada, mas não era esse o meu objectivo, por isso gritava "Vamos lá pessoal" para dar animo para o pessoal correr mais depressa, ou pelo menos, para me saírem da frente :-P

Estava feito :-) Cheguei à meta com 1h49m40s abaixo da 1h50m estimada! Posso dizer que fiquei muito feliz, como podem ver nas fotos - e é só carregar nesta que resume o meu estado de espírito ;-)