sábado, 25 de outubro de 2008

E p'ra começar q tal Sintra???

Pois é verdade, 3 meses sem pedalar apenas com uma volta de alcatrão na semana passada e onde é que vou pedalar no pó a primeira vez????

SINTRA!!! É logo assim a abusar... :-)

Fui com o Jorge, o Zé Melo e o João, eu já sabia que isto ia dar num grande empeno, mas decidi não me poupar, já que a Maratona Festival Bike está à porta e este ano será mais exigente que nos anos anteriores, e o treino é mínimo... :-(

Como normalmente, começamos do Largo do Chafarriz na Malveira da Serra, entrámos no trilho pelo sítio do costume, apenas mudou após a passagem do portão, em vez de subirmos em direcção aos Capuchos, descemos até à Barragem do Rio da Mula, claro que eu vi logo que ia sofrer na pele esta descida.... Ah pois é, apanhámos um trilho que começa mesmo nas margens da barragem e vai sempre subindo com umas inclinações bem jeitosas, o que vale é que a subida é por patamares, até desembocar quase no cimo do estradão que sobe tb da barragem até aos 4 caminhos. (Nesta altura um pau que tinha ficado preso no desviador tinha-o virado ao contrário e não fosse um bttista porreiro que nos avisou ainda ficava sem desviador traseiro em menos de nada...)

Aí, o João, o Jorge e o Melo seguiram para ir dar uma volta mais puxada e eu fui fazer os singles do costume, foi aí que notei a diferença, depois da paragem pensei que regressasse mais maricas do que nunca, mas pelo contrário, desci pela primeira vez o trilho das covas sem parar uma única vez, aliás, só desmontei uma vez no início do trilho do ribeiro e no das raízes, fora isso foi sempre em cima da bike, tanto nas descidas como nas subidas, apesar do sofrimento ;-)

Fui dar aos Capuchos e aí liguei aos restantes para saber onde estavam, fui ter com eles ao estradão do fundo do estacionamento dos Capuchos e fomos fazer o Carrossel, depois eu o João seguimos para a Fábrica das Águas e o Jorge e o Melo foram fazer o Rabinho de Porco... No fundo da descida avisei logo que ia cortar para a primeira subida enquanto que o João fazia a subida mais comprida; fiz a subida toda a puxar o que pude e não encontrei vivalma até chegar de novo ao estacionamento, soube bem!

Fiquei à espera no cruzamento da subida para o Monge, chegou primeiro o João e um pouco depois o Jorge e o Melo; como o João já vinha desgastado e eu também já não me estava a imaginar a subir o Monge, eu e o João zarpámos para o carro e eles ainda subiram ao Monge e fizeram o 8.

Deu para o empeno, mas que soube bem à brava soube!!!! QUE SAUDADES!!! Mesmo assim e apesar do tempo que tive parada, não achei que me tenha portado muito mal (acho que o treino de corrida ajudou), e agora é dar-lhe gás...

Até para a semana!!!