segunda-feira, 31 de maio de 2010

Polka Dots, baskets and ribbons...

Triatlo EUL

Este sábado fui fazer uma espécie de ensaio geral para o que será o Triatlo do Ambiente em Oeiras no próximo dia 13.

Para quem como eu, que está nisto só pela diversão e para perceber como é que isto funciona, vá, e também para testar os seus limites físicos, é sempre interessante participar em provas com diversas estruturas organizativas.

Este ano, já tinha participado num triatlo, indoor, também numa piscina, mas num formato totalmente diferente deste do EUL, aqui a parte da natação foi todos ao molho e fé em Deus, isto é, partida em simultâneo existindo três bóias sinalizadoras de direcção que tinham de ser circundadas por fora por todos e tinhamos de dar quatro voltas (na distância de SuperSprint em que participei) no total o que perfazia 375m. Foi engraçada a experiência de nadar ao mesmo tempo que outras 30 e tal pessoas e o impacto que isso tem na água e na forma de nadar! É uma espécie de tentar ver se não levamos com um pé na cara e se não mandamos nenhum pontapé a ninguém :)

Consegui ser das últimas a sair da piscina, e foi muito bom não ter sido a última :) já que voltei a nadar há poucos meses e não nadava desde adolescente! Lá fui eu a correr para o parque de transição, a escorrer água, mas chegada lá, calcei as meias, de seguida os ténis, coloquei o capacete e toca a pegar na bicicleta e sair a correr dali para fora ainda com os "bofes" de fora :)

Sentada na bike tinha logo a rampa para a 2.ª Circular que não mata mas acelera a respiração, e claro fui quase com os pulmões de fora durante a recta, a tentar acertar a respiração ainda complicada devido à transição. Mas o facto de os pneus na maior parte do trajecto rolarem em terra batida dá-me logo vontade de pedalar mais :) E lá fui eu, tentando compensar a falta de jeito na natação com uns 10kms de ciclismo mais rápidos...

Com as quatro voltas ao percurso cumpridas, voltei ao parque de transição para arrumar a bike e deixar o capacete e lá fui em sofrimento para o último segmento do percurso - o atletismo - que cumpria o mesmo trajecto das bicicletas, mas no meu caso era apenas uma volta, algo perto dos 2500m.

Não é preciso dizer que após a rampinha para a 2.ª Circular tinha a boca a saber a sangue (que exagero :) (como li algumas vezes por aqui), e que por 3 ou 4 passos tive de caminhar em vez de correr, mas depois voltei a correr e aos poucos fui aumentando a velocidade da passada e restabelecendo a respiração.

Ainda consegui ultrapassar apanhar a mocinha que ia à minha frente e aumentar o ritmo até à meta! E que bem que me soube cortar a meta... mais um desafio concluído... e mais um treino para o desafio maior! :) Só de pensar que de manhã (sim, porque a prova foi às 14h30) estava com muito pouca vontadinha de embarcar nesta aventura, não só por não me sentir a 100% mas creio que por algum nervoso miúdinho à mistura (terá isto a ver com a minha clara noção de tou com falta de treino?!?)...

Vai-se a ver e por um "cadixinho" não fui ao pódio (tenho de saber quanto é que foi realmente este "cadixinho"), fiquei com o eterno 4.º lugar... e menos uma massagem de prémio :P

Mas o que interessa é que no fim estava contente :) mais um desafio superado!

Resultados em: EUL

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Directamente de Lisboa para agitar o Seixal...

Há que dizê-lo: hoje (ontem, vá) fui agitar o Seixal, mas de bike! E posso dizê-lo, com naturalidade, que também agitei Lisboa (de casa até ao barcoCais do Sodré e volta)!

É verdade, fui cravar um almoço a uma amigalhaça e acompanhá-la numa das suas primeiras pedaladas :) Ok, a miúda Ana ontem bateu o record de distância a pedalar, foi-nos buscar aos barcos do Seixal e ainda foi de mochilas às costas às compras à Amora e voltou recheadinha para casa :D E isto mesmo depois de ter sido abalroada por um basquetebolista fervoroso na marginal do Seixal...

Nós, por outro lado, fizemos uma "sprintalhada" para apanharmos o barco para o Seixal a tempo, mas conseguimos e ainda tivemos à espera... por lá (pelo Seixal) andámos a percorrer o que podiamos, acompanhámos a Ana até ao super e depois assistimos a uma aula de dança do ventre, a minha anca ainda balançou, mas não me estava a ver de calções de ciclista a manear-me pela baixa da Amora :)

De qualquer maneira, fomos ver como estava o terreno dos camaradas do Avante... e ainda tirámos umas fotos (com pala e tudo) - alguém ainda fez um vídeo, mas não vamos comentar momentos que ainda possam vir a causar vergonha AHAHAAHAHHAH!!!


O regresso agoirava moleza - a digestão não ajudava - mas o fresquinho que se fazia sentir e o pedalar despertou-me rapidamente e deu-me energia para pedalar de volta para casa sem ter de recorrer ao metro. Ainda deu para fazer novamente a descidinha catita no Parque das Conchas :)

O passeio ainda acabou por render a distância mais longa deste ano (que está muito fraquinho em pedaladas, é certo), qualquer coisa como 39,92kms... mas a verdade é que estava ainda com perninhas para mais!!!

Obrigada pelo almocinho, miúda! Para a próxima vens tu cá ter c'a malta!!! :D

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Arborismo, pedais e outras coisas que tais...

Comecemos pelo princípio...

Sexta à noite, andei a tentar angariar companhia para uma pedalada em Monsanto para domingo de manhã (o que eu não sabia era como me iria sentir nessa manhã...), mas a curta lista - nem sei se se pode chamar lista quando falei com duas pessoas :) - estava indisponível! Mantive, no entanto, a ideia de ir pedalar... mas já lá vamos... :)

Sábado pela fresquinha, fui experimentar algo diferente, fui experimentar o que é estar empoleirado a uns bons metros do chão quase na copa das árvores, a actividade chama-se arborismo e experimentei na Cova da Baleia. Posso dizer que gostei imenso da experiência e, primeiro que tudo, é perfeitamente seguro uma vez que estamos sempre presos por cabos de segurança e, pelo menos para quem não tem vertigens, é divertidíssimo apesar de ser algo exigente fisicamente. Foram 3 horas repartidas em três circuitos com diferentes níveis de exigência, com secções de tirolesa, slide, pontes de madeira, de corda, parede de escalada, entre outros divertimentos interessantes, e como dizia o instructor «esta noite vai ser a melhor noite de sono que vocês tiveram este ano» :)

Como podem antever, domingo acordar cedo para ir pedalar é mentira... ah e tal doi-me o corpinho... acabei por fazer um belo brunch, demorado, ao solito, e só depois é tive a ideia de finalmente ir percorrer de bike os parques que me ladeiam. Finalmente percorri a expansão do Parque Oeste que está fantástico - só faltava a mudança da água do lago que estava uma verdadeira porcaria - e experimentei umas descidas no Parque das Conchas, mesmo de calças de ganga, a Van portou-se à altura e só os meus travões é que estão a precisar de uso, nota-se claramente que ainda não estão a 100%! Está bem que ainda não foi desta que a volta foi à séria, mas pelo menos a bike já pisou terra, raízes e pedras :)

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Preguiça

Nem bike nova, nem a nova pala para o capacete, me conseguiram fazer levantar da cama este domingo...

Fica o vídeo a invejar caminhos trilhados no ano passado:



Força, Suzana!!!! Eh, mulher de coragem ;)