quinta-feira, 23 de abril de 2009

À tardinha em Monsanto

Ontem ao final da tarde, percorri novamente os trilhos de Monsanto na companhia da naani e do Aurélio!

Realmente é mesmo libertador poder pedalar ao final de um dia de trabalho, estou mesmo cada vez com mais vontade de repetir isto mais vezes... :)

Voltinha catita, com subidas qb, descidas qb e mariquice técnica qb - esta exclusivamente minha! - a alterar assim que puder - desconfio que a continuar estes treinos em Monsanto aos poucos comece a melhorar... pelo menos tenho esperança! :)

Acabámos a voltinha já na penumbra mas com a barriguinnha cheia ;)

sábado, 18 de abril de 2009

SRP80

De modo a voltar a ganhar o "tal do calo" de umas horas valentes em cima da bike antes de voltar à travessia este ano, decidi ir testar a minha forma a Serpa :)

Lá fui eu, partimos na sexta para pernoitar em Évora e assim ficar um bocadinho mais perto, mas mesmo assim foi doloroso acordar às 6h da manhã para garantir que chegávamos perto das 8h30 a Serpa!

Assim que chegámos, enquanto o Sérgio foi arranjar um lugar para o carro, eu corri ao secretariado para levantar os nossos dorsais, encontrei o Ludos em "stress" e a Tekas muito bem disposta e que me recebeu logo com um sorriso! :)

Prontos para a partida do SRP80, já que os valentes que iam participar no SRP160 já tinham arrancado há uma hora, não eramos muitos e aí fiquei um bocadinho "assustada" já que tinhamos combinado entre nós que seguia cada um a seu ritmo, mas como era a primeira vez que iria fazer uma maratona de 80kms completamente sozinha, ao perceber que não havia assim tanta gente, só pensava "e se fico para trás sozinha?", por causa disso resolvi levar comigo o iPod, mas ainda bem que não necessitei de o utilizar!

Na partida ainda vi algumas caras conhecidas, que depois também fui revendo ao longo do percurso... o início foi bem acessível, praticamente sempre a descer, deu para manter um ritmo porreiro sem queimar muito, o Sérgio ainda veio comigo um bocado, mas depois percebi que ele ia esperar e disse-lhe para ir à vida dele, para não se prender por causa de mim... e lá fui seguindo, sozinha com os meus pensamentos! :)

Soube-me bem durante um bom bocado pedalar sozinha, ir sempre ao meu ritmo, sem fazer esperar ninguém, parei em todos os abastecimentos para ir gerindo o esforço, de resto só parei para vestir e despir o impermeável e para emprestar a bomba, já perto do final, a um bttista com um furo...

Tive a sorte de ir apanhando pessoal porreiro pelo caminho, que me fez companhia em determinados momentos, o que ajudou claramente a vencer a barreira psicológica do esforço à medida que iam passando os kms, ainda para mais com o tempo cinzento e a ameaçar chuva, o piso pesado em determinadas zonas, é normal que o psicológico não estivesse a 100%, mas nunca deixei de acreditar e nunca deixei de dar o que tinha, mesmo com uma dorzita ou outra de pescoço pelo meio (tenho mesmo de melhorar a postura na bike)!

O percurso era bem porreiro, passámos por zonas fantásticas, num dia de sol aposto que a paisagem seria ainda mais deslumbrante, infelizmente não foi o caso, mas mesmo assim o São Pedro só despejou baldes de água a sério por volta dos kms 20/30, mais coisa menos coisa, mas foi "sol" de pouca dura e ainda bem! Os abastecimentos também estavam bem porreiros, gostei sobretudo da oportunidade de no terceiro abastecimento ter provado "mel de favo" cedido pelo proprietário de umas colmeias que estariam um pouquinho mais à frente no percurso... que maravilha!

A partir dos 50kms comecei a sentir mais quebra, mas fui avançando e o que me custou mesmo mais foram os últimos 5kms, e, algures por essa altura, ainda senti uns ameaços de cãibras nos quadricípedes laterais quando pedalei de pé para transpor uma subida, mas não avançaram e ainda bem... mas não me livrei delas durante os alongamentos depois da chegada, mas aí já estava feito! ;)

Soube muito bem chegar ao fim e ter a sensação de ter conseguido terminar esta aventura e ter corrido tudo bem! Venham mais desafios! :)

A única prova da participação aqui está, para "recuerdo":

sábado, 11 de abril de 2009

Sintra em "slow motion"

Hoje, mesmo depois do empeno de ontem, tinha combinado ir a Sintra com o Jorge e o Zé Melo, era preciso testar a minha força para a travessia... só que custou muito levantar! O meu nariz deu sinal de que não estava famoso, mas não vacilei!

Lá fui, embora senti-se que não ia estara 100%, consegui ir acompanhando, até começarem as subidas a sério, nessa altura, embora as fizesse todas, o meu ritmo era muito mais lento do que o normal, ainda para mais o meu nariz não parava de pingar e o tempo estava muito manhoso!

Já perto do final da volta, no cimo do Monge, começou a cair uma carga de água, decidi que dos Capuchos iria seguir directamente para o carro enquanto que eles ainda iriam descer à Barragem... lá fui eu, ao meu ritmo, a tentar aquecer-me porque estava molhada até aos ossos e tinha as extremidades geladas!

Cheguei ao carro, mudei a camisola, alonguei e fiquei dentro do carro a aquecer, comecei a ver que não estava famosa... tou a chocar (ou melhor, já choquei uma jeitosa!)!!!

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Até às antenas de Montejunto...

Apesar da chuva, do vento e do frio... cheguei lá acima!

É verdade, apesar do boletim meteorológico não ser favorável, decidi que não ia adiar o meu épico dia de pedalada! :) Sem horas combinadas, despachei-me quando consegui e parti da Azambuja entre as 9h30 e as 10h!

Comecei com alguma serenidade, tinha logo a valente subida de alcatrão à saída da Azambuja que transpus com calma… no cimo, voltei a tirar o impermeável, que tinha vestido por causa do vento, antes que começasse a ficar muito quente! Continuei por trilhos e de repente cai uma carga de água brutal… por momentos duvidei se deveria continuar, mas, assim como veio, foi!!!

Continuei… apesar de ter feito este percurso o ano passado, já não me lembrava de muitos pormenores, como por exemplo, apanharmos muito alcatrão antes de chegar a Montejunto.

Ia vendo Montejunto ao longe ora muito enublado (a cair uma carga de água por lá) ora limpo, e tive sorte porque quando me aproximei estava limpinho, já me estava a imaginar a fazer a grande subida desde São Salvador à chuva… SAFA!

No cimo parei para o primeiro abastecimento, mas sem perder muito tempo, começava a enublar novamente e estava vento, fiz-me ao caminho até chegar a Montejunto propriamente dito, comecei a percorrer os trilhos e em sentido contrário, passou um grupo de bbtistas em treino, no qual estava incluído o Marco Sousa, iam cá com uma pedalada! Lá continuei no meu ritmo infernal (LOL), e fui subindo, subindo, subindo, e para muito gládio meu, consegui fazer todas as subidas, inclusive as duas mais técnicas com muita pedra!

Finalmente cheguei à estrada… ah, era aquela parte que tinha de subir, subir, subir! Ainda parei momentaneamente no parque de merendas, mas decidi que faria o próximo abastecimento nas antenas, por isso, continuei a subir, subir, subir até lá acima… enquanto subia só pensava, mas afinal isto é mais longe do que eu pensava! :P Lá em cima, estava muito vento e muito frio, no cimo, junto a uma antiga capela, tirei a foto para “recuerdo”, comi uma barrita e meti-me novamente a caminho, primeiro até à zona militar e finalmente voltei a descer…. Medo, muito medo, as vergastadas do vento eram tais que tinha de fazer força para me manter a direito e tinha de ir a travar bastante na descida para não ser atirada para a berma! BOLAS!

Desci, desci, até voltar a apanhar de novo o track que me faria percorrer a primeira parte do trilho até à descida que me levaria à Abrigada. Desta vez não me lancei como no ano passado (em que atingi a minha velocidade máxima de sempre - 65km/h), o vento também não o permitiria, já que vinha de frente e acabava por travar um pouco.

Na Abrigada parei no café para comprar uma garrafa de água, e quando arranquei começou a cair uma chuvada, a mais longa do dia, ainda foram uns bons 20 minutos de chuva… mas percorri os trilhos com vontade de chegar ao fim o mais depressa possível, pelo que até perto de Vila Nova da Rainha fui sempre numa velocidade média alta.

Mas para o fim estava guardado ainda um “doce”, umas subidinhas jeitosas antes de chegar ao alcatrão que me levaria de novo à Azambuja… nessa altura, comecei a sentir uma dor/tensão no pescoço, já não tinha posição para estar, mas lá fiz as subidas com calma, embora me sentisse um bocado enjoada. Lá cheguei ao alcatrão, era quase sempre a descer até ao carro!!!!

Que bom chegar com um sentimento de dever cumprido! :) Foi um óptimo dia de pedaladas ;)

Ainda lanchei no cafezinho da rua, e fui visitada pelo Jorge (JMG) e pela Ana que chegavam a casa com os gémeos e viram a bike no carro! Muito catita!!! :)

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Monsanto ao lusco-fusco

Pois que com a mudança da hora, ficou-me o bichinho de experimentar ir pedalar ao final da tarde... se na passada semana, ficou apenas a vontade, esta semana finalmente fiz o gosto às perninhas! :)

Primeiro que tudo, finalmente estreei nos trilhos o fantástico equipamento da Spiuk que ganhei, era o ideal para o final de tarde, se bem que de início passei algum calor... e a malta gozava comigo a dizer que parecia uma pró! :)

Passavam poucos minutos das 18h30 quando me montei na bikes para ir ao encontro da naani e do Aurélio, do outro lado da Radial de Benfica, onde eles já me esperavam... afinámos a direcção a seguir, e fizemos-nos aos trilhos!

Fizemos umas boas subidas, para aquecer :) e ainda umas desciditas catitas, mas eu ontem não estava nos meus dias e uma descida que já costumo fazer, a do Luneta, acabei por desmontar quase no fim porque sim... mas ok, a outra seguinte que também se fazia nas 24h do ano passado foi cumprida com distinção ;)

Seguiu-se a subidinha dos cavalos que estava já em muito melhores condições... no cimo, era hora de ligar ao Jaime e à Carla para combinarmos melhor o ponto de encontro! E fomos ter com eles às antenas do Keil! (ainda com tempo antes de ver uma cache intermédia)

É verdade, há que comemorar o renascimento do "mafarrico", sim porque ontem o Jaime voltou a liderar o trajecto a partir do Keil e notou-se que voltaram os seus requintes de malvadez ;) eu cá fico bastante contente, já que no ano passado, foram os empenos à Jaime que me deram pernas para a travessia.... :) e ontem em Monsanto, fizemos quase tudo o que era subida puxadinha que havia para fazer!

Entretanto o lusco-fusco começava a fazer-se noite cerrada e fomo-nos separando conforme a localização dos carros... valeu o treininho de subida! :) Very nice!!! A repetir a dose sempre que possível :D

domingo, 5 de abril de 2009

Fofos em Belas

Nós, os "fofos" hoje fomos a Belas!!! :):):)

É verdade, faz hoje exactamente um ano, que tinhamos ido a passeio exactamente a Belas e à Carregueira com a Carla e o Jaime, e, um ano depois lá estavamos de novo acompanhados pela naani e pelo Aurélio!

Desta vez começámos mesmo em Belas e entrámos nos trilhos logo logo, foi muito porreiro, os trilhos são mais técnicos do que aquilo a que estou habituada, pelo que me obrigou a desmontar mais vezes do que queria, tenho mesmo de começar a ganhar técnica porque perco imenso tempo :( Mesmo assim consegui superar algumas partes técnicas que noutras alturas desmontava...

Acabei doridita, sobretudo dos glúteos e zona lombar, e nos alongamentos descobri que o resto das pernocas também estavam doriditas, mas faz parte, tou no mês do sofrimento :D

O passeio terminou com um belo "fofo" de Belas, gabado por uns lemmings que passaram (havia um passeio pedestre a sair do local onde deixámos os carros), com um "olhós fofos", só podiamos ser nós! ;)

sábado, 4 de abril de 2009

Sintra

Apesar de hoje estar menos vento, custou bem mais a voltinha de hoje. E porquê? Porque com a queda de domingo não treinei segunda e terça, na quarta vi-me obrigada a adiar o treino em Monsanto por causa de um atraso e na quinta também não me apeteceu ir pedalar à noite, resultado: a primeira semana deste ano sem um único treino - MEGA BALDAS!!!!

Pensei que não ia ter qualquer influência, mas afinal até teve, senti os músculos mais presos e a bela resistência também foi afectada, mas não correu mal, tive foi de me esforçar mais! :P

Arrancámos em direcção à Pedra Amarela, comecei logo a perceber que hoje ia ter que me esforçar bem mais porque as minhas pernas não estavam a colaborar, mas não desisti nunca, mesmo que numa ou outra subida acabasse por ficar um bocadinho mais para trás.

Ao descer da Peninha ia tendo mais um fantástico encontro com o chão, mas vá lá, consegui apenas sujar as luvas e arranhar o "cornito" esquerdo nas pedras... respirei fundo e lá segui :)

Descemos quase até à Azóia e fizemos a subida longa para o Monge, lá chegados fizemos o 8 e descemos para os Capuchos (pausa para a barrita!).

Descemos à fábrica das águas e fizemos o rabinho de porco, eu já me sentia bem cansadita, mas conseguia recuperar alguma coisa nas descidas e rectas... descemos à barragem da Mula e subimos tudo até ao carro :)

Tive pena de não me cruzar com o pessoal dos Maníacos que também andaram por Sintra a pedalar :(