segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Voltinha matinal da véspera de Natal (que é para rimar!)

Decidi pedalar também na véspera de Natal, uma coisa calma, por alcatrão....

Subi piacima (como se diz por cá) e fui descobrir novos caminhos... no meio dos pinhais e eucaliptais, mas sempre em alcatrão em estradas secundárias! Passei por algumas povoações dentro da freguesia, saí dos limites da freguesia e regressei de novo... Fiz algumas descidas acentuadas, e umas poucas de subidas jeitosinhas que me fizeram ir à avózinha (para poupar esforços)!!!


Acabei o passeio bem... :)
Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 15,71
Tempo: 0:57:22
Média: 16,44

Passeio com os Rodas Voadoras

Domingo, 8h45 no Jardim Municipal de Ourém, fresquinho, fresquinho...

Vejo a Lídia a pedalar ao meu encontro e saio do carro, finalmente conheço-a pessoalmente!

Ela diz-me que os Rodas estavam só à espera de alguém mais atrasado, mas que hoje eram muitos... e não é que eram mesmo? Éramos para aí uns 16!

Poucas apresentações, apenas que era dos Maníacos do Pedal e que o meu avô era da região!

Começámos a pedalar... e logo fomos ao encontro do primeiro teste que os Rodas queriam que passasse, uma descida vertiginosa em relva, que timidamente passei ao lado... menina!

Continuámos em ritmo leve até finalmente entrarmos no primeiro trilho... Era uma subida estreita bastante técnica, com pedras e caruma e regos, que também não consegui subir a pedalar.... estava a começar bem... menina da cidade!

Lá em cima, o grupo esperava por mim (aliás, o que foi uma constante ao longo do percurso... desculpem Rodas!!!), a prometer que a partir daqui ia ser mais acessível... ou não! ;-)





Muitos trilhos no meio dos pinhais e eucaliptais, em terra, mas também muitas passagens (subidas e descidas) com pedra escorregadia... algum alcatrão à mistura (estavam com pena de nós!)... algumas subidinhas compridas, algumas subidas bem técnicas que eu me limitiva a fazer à mão!


Como não troquei os pedais de encaixe, cedo descobri o pânico que a lama barrenta me provoca quando se cola na sola dos sapatos e praticamente tapa os cleats o que fazia com que tanto encaixar como desencaixar fosse uma aventura e praticamente me provocou uma queda em cima de uns arbustos! (Só não provocou mais porque andava muitas vezes com os pés fora dos encaixes)




Tivemos de tudo, zonas de carregar com a bike às costas (numa descida do demo) e zonas rolantes com uma vista deslumbrante!


Despedi-me da maioria dos Rodas Voadoras incluindo da Lídia junto ao Castelo de Ourém porque eles ainda iam continuar a voltinha deles, mas eu tinha de me fazer à estrada!

Foi sempre a descer até Ourém, acompanhada pelo Renato, que também tinha de ir!

Obrigada Rodas pela voltinha, tenho de treinar mais para vos acompanhar!!! :-)

Quanto a fotos, a Lídia foi a grande fotografa da volta, pelo que fico a aguardar as fotos dela para postar aqui...

Aqui ficam os dados-resumo:
Km percorridos: 30,01
Tempo: 2:33:07
Média: 11,76

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

BOM NATALINHO....

.... a todos os betetistas e não betetistas!

Boas pedaladas, durante a época Natalícia é o que eu desejo (nem que seja para queimar as filhoses!!!)...

E já agora boas entradas em 2008!!! :-D

Até lá ainda conto fazer o relato da voltinha de próximo domingo na companhia dos Rodas Voadoras por terras de Ourém...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

A primeira vez na Arrábida...

E como há uma primeira vez para tudo, ontem, foi a primeira vez na Arrábida em BTT!


O ponto de encontro era o Largo do Chafarriz D. Maria I, que eu pensei saber onde era, mas não... A sorte foi a Carla e o Jaime terem passado por mim exactamente quando estava a tentar perceber para onde ia à entrada de Palmela!!!


Eram 8h30, estava um frio desgraçado (há quem diga estavam 0º, o que explica as extremidades congeladas!!), eu tinha-me deitado tarde e levantado cedo, mas estava prontinha para a aventura...


Finalmente arrancámos, no total 16 Maníacos, sendo que contavamos com o Miguel e a Tânia, já experientes na Arrábida, mas que se juntavam pela primeira vez a um passeio maníaco.


Logo ao arranque percebi que mais uma vez (isto acontece-me sempre) me tinha esquecido de verificar se o conta-km estava a funcionar, e claro que não estava... depois percebi que ainda tinha os dados do passeio anterior, mas consegui fazer um reset all (pensei eu...)!


A primeira parte foi muito fixe, fizemos um percurso junto aos moinhos, que dava logo para ver a vista fabulosa...

















Bem, a partir daqui começamos a descer e chegámos ao local onde à direita se encontrava a mítica subida "Cai de Costas" - juro que não percebo o porquê do nome (!?!) ;-) - e do lado esquerdo seguia um single track muito engraçado, era ainda mais engraçado se do lado direito tivesse berma e não uma ribanceira.... Medo, muito medo... Claro que fiz este single em modo caracol, mas ok!!!

Aí chegámos a uma zona de largos estradões, que deu para esticar um bocadinho... Já não sei se foi antes ou depois (aquele gajo alemão é tramado...), mas perdemos um elemento, o Periquito, que tinha vindo com o Pacha, isso fez com que tivessemos parados ainda durante algum tempo enquanto alguns dos enrolas foram à procura dele! Parece que seguiu outros bttistas serra abaixo, e quando chegou cá acima, já vinha todo roto... Ainda tentou fazer mais uns km, mas as caimbras não o deixaram, pelo que o Pacha achou melhor acompanhá-lo a casa, uma vez que o amigo era nativo da zona!

Ah, foi nessa altura que percebi que pelo meu conta-km já estava à 8h a andar, parece que só fez reset dos km e se esqueceu de fazer reset aos restantes dados da volta anterior....

Lá avançámos, já com atraso brutal, que nos fez imediatamente perceber que não iamos fazer todo o percurso...

Agora entrávamos na zona das subidas tramadas, aquelas que mesmo com esforço, eu ainda não consigo fazer: muitos regos, muitas pedras e mtas raízes! Resultado: lá vai a malta a carregar a bike a pé! Também não é fácil.... ;-)

Depois de umas descidas mais técnicas (feitas também à mão, está claro!), apenas ao alcance dos mais destidos (tipo GTO), lá cortámos caminho por alcatrão e começámos a aproximar-nos do final do passeio, que seria sempre a subir até Palmela!

Já nessa subida deu-me uma fome, mas dei conta que tinha uma barra que tinha deixado a meio, que consegui tirar do bolso da mochila e ir comendo...

E lá chegámos novamente ao Largo de onde tinhamos partido há longas horas atrás...

Obrigada aos maníacos que me foram acompanhando ao longo do percurso e me deram força nas subidas (obrigada Lúcio pelo empurrão!) e gostei de ver que eramos o único grupo por que passámos com mulheres!!!

Miguel e Tânia, espero que tenham gostado e voltem a andar connosco...

E para deixar este momento para a posteridade, aqui fica a foto das três Maníacas, ou se repararem bem, as "Woman in red" ;-)



Tânia, Carla e Soraia - GIRL POWER


Aqui ficam os dados-resumo (um bocadinho aldrabados):
Km percorridos: 34,9
Tempo: 3:07:01
Média: 11,09


Para terminar, uma pequena amostra em vídeo na primeira paragem.


ps - Agradeço ao Jaime as fotos enviadas para poder postar aqui!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Workshop "Como mudar uma câmara-de-ar" na pacatez do estacionamento do prédio!

No final do "passeio" de sábado, a minha companheira de aventuras chegou a casa um bocadinho manca do pneu de trás... Coitada, teve o seu primeiro furo!!!

Como boa rapariga que sou, na segunda-feira, prontifiquei-me a comprar uma câmara-de-ar novinha em folha, recheada de "slime", para que não lhe faltasse nada...

Ontem à noite, foi então a noite da grande aventura, no estacionamento do prédio...

Tinha já requisitado o dito workshop para que pudesse aprender a fazer tudo!

Comecei por aprender a tirar o pneu de trás da bicicleta, porque já tinha visto fazerem-no, mas a verdade é que nunca tinha prestado muita atenção...

...depois foi a parte engraçada, colocar os "desmontas" e sacar o pneu, descobri que sou inata a fazê-lo...

...depois, sacar a câmara-de-ar antiga e tentar perceber onde estava o furo (ou melhor, não conseguir perceber onde raio estava o furo!)...

...verificar se dentro do pneu estava algum pico ou outra coisa que pudesse ter furado o pneu e pudesse fazê-lo novamente...

...colocar a nova câmara-de-ar...

...voltar a montar o pneu (ora aí está a parte difícil, força nos dedos não é o meu forte, mas consegui, com a ajuda dos "desmontas" - será que nesta altura ficam a chamar-se "montas"???)...

...dar à bomba (pois bem, acabei por não fazer bem tudo, porque dar à bomba custa um bocadito e a malta cansa-se (a culpa é da bomba!)...

...voltar a colocar o pneu na bike...

... e voilá!!!

Foi a apoteose, vizinhos a aplaudir e tudo! (ou não, afinal parece que só passaram, disseram boa noite e olharam-me de forma estranha)

Para terminar, dei uma voltinha na garagem para ver se estava tudo a funcionar e estava tudo ok!

Mais uma competência ganha.... YEAH!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Setubal - DAKAR - Troia

Estava combinada pela fresca (7h30), em Setúbal, junto ao Estádio do Bonfim...

Mas para que a coisa se tornasse mais emocionante, achei que era fácil de mais ir ter directamente ao ponto de encontro, por isso, segui o "Espresindente" até à saída da Marateca! Isso sim, é começar o dia de uma forma radical... ;-)

Quando já todos estávamos a postos, todos os 12, seguimos calmamente pelas ruas de Setúbal, e depois via estradas secundárias, rumo ao track GPS que gentilmente foi cedido por outros companheiros do pedal em FórumBTT.
Entretanto, o "Espresidente" conseguiu quase ir dando cabo da sua iluminação....
Finalmente entrámos em terreno de pó.... No início, estradões de terra batida, com algumas poças à mistura, mas facilmente ultrapassáveis! Nessa altura já estávamos quentinhos, foi altura de tirar o impermiável...

Passámos pontes...
...portões... ...trilhos no meio dos pinheiros...



...linhas de combóio (a perder de vista!) com muita pedra para abanar o esqueleto...




... e areia (muita areia)!!!!
Nesta altura, já havia uma queda derivada de uma "burra" (El Paso), já o Kitos sentia o joelho a pedir descanso, já se contabilizavam 2 furos!
A seguir, passámos numa zona muito engraçada, em que percorremos um canal de rega...
e umas pontes de madeira...
e depois de alguma estrada, finalmente chegámos a Alcácer do Sal (69km depois), onde parámos num café para almoçar!

Depois de tempo em demasia perdido em Alcácer, finalmente fizemo-nos à estrada, já frios e atrasados, em relação ao previsto, pelo que decidimos seguir até à Comporta e depois até ao ferry de Tróia pela estrada que atravessa a península!

Eu, o Jaime e a Carla (finalmente tenho uma verdadeira companheira do pedal - GIRL POWER!)

Em jeito de conclusão, foi a primeira vez que fiz tantos km em cima de uma bicicleta, ainda para mais ultrapassei a meta dos 100km! Parti para este passeio na expectativa poder não conseguir terminar, mas nunca deixei que isso me tirasse a vontade de chegar ao fim... Com a ajuda de todos: que me acompanharam, que me levaram o Camelbak nos km finais, que me deram força: obrigada! Adorei fazer este passeio!!! E melhor, adorei ter conseguido terminar este passeio!!!

As melhoras para o Kitos e para o Bornwild/Espresidente/Carlos! E também para o mocinho, que mesmo no final, já em Setúbal, conseguiu espalhar-se ao comprido e dar cabo do cabedal... Ah, e do cubo da roda!

Venha a próxima....

Aqui ficam os dados-resumo (pelo meu conta-km):
Km percorridos: 107,84
Tempo: 6:51:58
Média: 15,7
p.s. - Algumas das fotos utilizadas neste relato foram "cedidas" pelo Pacha e pelo Kitos, espero que não se importem! ;-)

A ver mais em:

Trilho dos Limites

Dia 25 de Novembro (domingo) fiz a minha reentré no BTT, após a minha paragem forçada pela queda de Agosto e consequente fractura, no passeio "Trilho dos Limites".

Este iria ser um passeio organizado pela C.M. de Benavente na ordem do seu programa "Natura Com Vida", e que incluí passeios pedestres e de BTT, mas era também a minha primeira voltinha com os "Maníacos do Pedal".

Em concreto, o percurso deste passeio seria integralmente feito dentro do Campo de Tiro de Alcochete, sempre acompanhados por guias quer civis, quer militares, uma vez que passariamos por zonas de treino (embora sem actividade naquele dia).

O passeio em si tinha uma dificuldade reduzida, uma vez que a altimetria foi muito baixa, o percurso era praticamente plano, apesar de que em algumas zonas os trilhos tinha muita areia o que dificultava imenso a progressão e obrigava algumas vezes a desmontar!


Mesmo assim, foi suficiente para um cansaço inicial (os músculos estavam presos! - era do frio!!!), e só depois da paragem para abastecimento é que consegui melhorar a performance e finalizar o passeio benzito!


Aqui vão os dados-resumo:Km percorridos: 26,95
Tempo: 1:51:30
Média: 14,5

A primeira é que é...

...após algum tempo indecisa em criar um blog apenas dedicado ao pedal, uma vez que tenho uma espécie de blog generalista (na concorrência...) que também tem algumas entradas dedicadas a este hobby, achei que estava na altura de avançar para essa solução, nem que seja para incentivar outras moçoilas a pedalar!

Assim, acho que o meu regresso ao BTT após a recente lesão já ultrapassada, merece ser comemorado com a abertura deste espaço...

...um bem-haja ao pessoal do pedal!